Norte-americano Kanoa Igarashi é um dos surfistas da elite que vai competir em J-Bay. Norte-americano Kanoa Igarashi é um dos surfistas da elite que vai competir em J-Bay. Foto: Cestari/WSL

Itens relacionados

terça, 11 julho 2017 09:09

Corona Open J-Bay começa amanhã

Prova é a sexta etapa do World Tour e tem janela de espera até 23 de julho… 

 

O período de espera do Corona Open J-Bay, sexta etapa da World Championship Tour, inicia já amanhã e prolonga-se até dia 23 deste mês. Com a vitória de Matt Wilkinson em Fiji, as contas do ranking deram uma reviravolta com o australiano a agarrar a liderança do Jeep Leaderboard, mas a empurrar John John Florence para segundo lugar. 

 

Pois bem, é chegada novamente a altura de vermos os melhores do mundo naquele que é um dos point-breaks mais apetecidos do planeta. Jeffreys Bay separa o trigo do joio, não dá espaço aos mais tímidos e as suas paredes são para ser surfadas em alta velocidade e de forma impiedosa. Os que têm uma linha mais consistente, por norma, costumam dar-se bem por lá. 

 

Os últimos dias têm contado com algumas ondas e a previsão indica mais swell no horizonte, nomeadamente, amanhã, 12 de julho, quarta-feira, primeiro dia do período de espera. Portanto, é bem possível que a ronda inaugural tenha lugar. Ainda assim, a WSL informou que o final da semana, dias 14 e 15, também poderão contar com algumas ondas e que mais tarde, entre 16 e 18, entra um swell de SSW com mais força. 

 

No que diz respeito à competição, a WSL aponta como possíveis surpresas Joan Duru, Stu Kennedy, Josh Kerr, Connor Coffin e Wiggolly Dantas. Uma coisa, no entanto, parece-nos mais do que certa: Matt Wilkinson vai querer manter a camisola amarela e acena à concorrência com um 3.º lugar obtido na edição do ano passado. 

 

John John, que se viu subitamente empurrado para segundo lugar no ranking, sem que estivesse à espera, vai querer regressar ao topo da tabela na África do Sul. E é bom que se diga, o ano passado ele chegou à final e só perdeu para Mick Fanning. 

 

>> Vê aqui três inesquecíveis "notas 10" no J-Bay Open

 

- Aguardam-se condições perfeitas em J-Bay. Foto: Cestari/WSL

 

Por falar em Fanning, há dúvidas que é um dos favoritos para levar de vencida a etapa? Caso estejam esquecidos, nos últimos quatro anos, o australiano conseguiu um 1.º, 2.º (empatado devido ao ataque de tubarão), 1.º e 2.º lugar. Ele já fez sete finais em J-Bay e alcançou cinco vitórias. É recordista absoluto na África do Sul. Além disso, mantém atualmente a segunda média mais alta de pontos por heat em J-Bay. 

 

De regresso estão Caio Ibelli e Filipe Toledo. O primeiro regressa de uma lesão, mas depois de ter sentido o gostinho de fazer uma final, em Bells Beach, está francamente motivado em fazer mais e melhor. Já Toledo, depois de cumprida uma etapa de suspensão, vai querer mostrar serviço. Uma coisa joga a seu favor: desde que compete neste evento tem vindo a melhorar resultados, desde 25.º, a 13.º até ficar em 5.º lugar o ano passado. 

 

Jeffreys não é definitivamente uma onda que jogue a favor dos goofy footers, mas Gabriel Medina não é um surfista qualquer e já provou que pode e sabe surfar com grande estilo as direitas de Eastern Cape. Ele nunca perdeu antes dos quartos de final. Neste momento, o campeão mundial de 2014 está fora do top 10, algo pouco habitual, e anda por esse motivo desesperadamente atrás de um resultado. Acontecerá a reviravolta em J-Bay?

 

Por último, é de mencionar os wildcards, atribuídos a dois surfistas locais que conhecem a onda como ninguém. Dale Staples venceu as triagens do evento, enquanto Michael February ficou em 3.º no QS10000 d Ballito e ascendeu ao 4.º lugar do ranking do circuito mundial de qualificação. A sua tarefa não será fácil, mas a história diz-nos que tudo é possível. 

 

Confere já de seguida os confrontos do Round 1 com o português Frederico Morais a marcar presença no Heat 3, juntamente a dois atletas brasileiros: o campeão mundial de 2015, Adriano de Souza, e Jadson André. 

 

H1: Joel Parkinson, Wiggolly Dantas, Miguel Pupo

H2: Owen Wright, Bede Durbidge, Josh Kerr

H3: Adriano de Souza, Frederico Morais, Jadson André

H4: Matt Wilkinson, Jeremy Flores, Ethan Ewing

H5: Jordy Smith, Conner Coffin, Michael February

H6: John John Florence, Ian Gouveia, Dale Staples

H7: Kolohe Andino, Ítalo Ferreira, Leo Fioravanti

H8: Julian Wilson, Kelly Slater, Kanoa Igarashi

H9: Connor O’Leary, Adrian Buchan, Jack Freestone

H10: Gabriel Medina, Caio Ibelli, Stuart Kennedy

H11: Sebastian Zietz, Mick Fanning, Joan Duru

H12: Michel Bourez, Filipe Toledo, Zeke Lau

 

Assiste em direto neste link

 

Perfil em destaque

  • Daniel Nóbrega  Daniel Nóbrega 

    Vem da margem sul, da Costa de Caparica, e está pronto para evoluir e se tornar um grande surfista… 

Scroll To Top