Gabriel Medina saiu vencedor em Peniche e animou o final do Tour. Gabriel Medina saiu vencedor em Peniche e animou o final do Tour. Foto: WSL/Masurel

Itens relacionados

segunda, 30 outubro 2017 10:13

Novo ciclo para o surf profissional a partir de 2019

Mudança está na calha para 2019 e mundial de Peniche pode passar para fevereiro… 

 

Em setembro último a Surftotal já tinha falado sobre a reunião à porta fechada de San Clemente e as mudanças que o surf profissional se prepara para sofrer. Na altura tal não passou de uma “fuga de informação”, mas as principais linhas de mudança estavam bem delineadas e traçadas. 

 

Vê tudo AQUI

 

Agora, há dias, ao jornal O Jogo, o diretor-geral do World Tour, Renato Hickel, explicou as mudanças no calendário e também a forma como se irá apurar o campeão mundial de surf, a partir de 2019. Afinal, parece que os rumores estavam certos.

 

"Em 2019, o plano é começar a época em fevereiro no Havai e acabar em setembro no Taiti, tendo a seguir um evento especial, no qual os cinco ou seis melhores do ranking masculino e as três ou quatro melhores do feminino iriam disputar uma finalíssima pelo título mundial. Esse evento seria, em princípio, na Indonésia”, começou por explicar. 

 

Renato Hickel explicou ainda que "quem não se classificar entre os 22 primeiros do ranking pode concentrar-se no circuito de qualificação com maior afinco no que resta da época. No entanto, continuará a haver provas de qualificação na primeira metade do ano”, acabou por esclarecer.

 

Para 2018 não se perspetivam quaisquer mudanças, a não ser pequenos ajustes nas 11 etapas que compõem o World Championship Tour, incluindo o MEO Rip Curl Pro Portugal que pode ter lugar uma semana mais cedo, deixou saber o responsável da WSL. O mundial português também pode passar a ter lugar em fevereiro, no novo formato do circuito, pois “há muita tempestade nessa altura”, explicou.

 

Um novo ciclo, uma revolução, para o surf profissional parece estar na forja. O intuito é tornar o circuito mais compacto para que os atletas possam usufruir de alguns meses de descanso. Os próprios surfistas parecem estar agradados com as principais linhas de mudança que, apesar de tudo, ainda carecem de uma confirmação final. 

 

Entretanto, a própria WSL deixou saber que o calendário do próximo ano será revelado muito em breve. 

Perfil em destaque

Scroll To Top