Seleção brasileira volta a vencer Mundial de Surf Adaptado. Seleção brasileira volta a vencer Mundial de Surf Adaptado. Foto: ISA

Itens relacionados

segunda, 04 dezembro 2017 09:38

Brasil vence Mundial de Surf Adaptado pelo segundo ano consecutivo

Prova decorreu na Califórnia ao longo de quatro dias… 

 

O Brasil venceu ontem, em La Jolla, Califórnia, o ISA World Adaptive Surfing Championship pelo segundo ano consecutivo. Adi Klang conquista a primeira medalha de ouro para Israel; as primeiras campeãs femininas foram coroadas e Bruno Hansen torna-se o único atleta de surf adaptado a ter três títulos consecutivos. 

 

Após quatro históricos dias de competição, a seleção brasileira tornou a vencer o Mundial de Surf Adaptado pelo segundo ano consecutivo. A vitória de Alcino 'Pirata’ Neto, na categoria AS-2, ajudou a que o Brasil ficasse na frente a uma distância de 498 pontos da Austrália, vice-campeã do evento. Os Estados Unidos terminaram com a medalha de bronze e o Chile com a medalha de cobre. 

 

O dia culminou com a coroação dos novos 11 campeões mundiais. Adi Klang (foto em baixo), 50 anos, de Israel, conquistou a primeira medalha de ouro para o país, enquanto Bruno Hansen, da Dinamarca, manteve o seu domínio na divisão AS-4, alcançando o ouro pelo terceiro ano. 

 

As havaianas Ann Yoshida (AS-4) e Ava Heller (AS-5), as norte-americanas Alana Nichols (AS-3) e Dani Burt (AS-2), bem como a japonesa Kazune Uchida (AS-1), escreveram os seus nomes na história do evento ao tornarem-se as primeiras campeãs mundiais individuais de surf adaptado. 

 

Portugal esteve presente com um representante, pela primeira vez na história do surf adaptado. Tratou-se de Nuno Vitorino que foi acompanhado de Bernardo Abreu (treinador) e João André (assistente). 

 

 

1 (Ouro) – Brazil

2 (Prata) – Australia

3 (Bronze) – USA

4 (Cobre) – Chile

5 – Hawaii

6 – South Africa

7 – Costa Rica

8 – France

9 – Japan

10 – Italy

11 – Canada

12 – Mexico

13 – Spain

14 – Argentina

15 – Peru

16 – England

17 – Denmark

17 – Israel

19 – Colombia

20 – Norway

21 – Wales

22 – Switzerland

23 – Portugal

24 – New Zealand

24 – Germany

26 – Czech Republic

 

AS-VI

Ouro – Matt Formston (AUS)

Prata – Figue Diel (BRA)

Bronze – Aitor Francesena (ESP)

Cobre – Javier Scott (CHI)

 

Senhoras AS-4

Ouro – Ann Yoshida (HAW)

Prata – Bettina Gonzales (CHI)

Bronze – Natalia Vindas (CRC)

Cobre – Aminata Aminger (GER)

 

AS-4

Ouro – Bruno Hansen (DEN)

Prata – Christiaan Bailey (USA)

Bronze – Alvaro Bayona (ESP)

Cobre – Massimilio Mattei (ITA)

 

Senhoras AS-5

Ouro – Ava Heller (HAW)

Prata – Quinn Waitley (USA)

Bronze – Monique Aparecida (BRA)

 

AS-5

Ouro – Barney Miller (AUS)

Prata – Davi Teixeira (BRA)

Bronze – Freddy Marimon (COL)

Cobre – Tomoki Fujiwara (JPN)

 

Senhoras AS-3

Ouro – Alana Nichols (USA)

Prata – Meira Vaa (HAW)

Bronze – Tanelle Bolt (CAN)

 

AS-3

Ouro – Jeff Munson (USA)

Prata – Fellipe Lima (BRA)

Bronze – David Munk (AUS)

Cobre – Rich Julian (HAW)

 

Senhoras AS-2

Ouro – Dani Burt (USA)

Prata – Victoria Feige (CAN)

Bronze – Amanda Reynolds (AUS)

Cobre – Noemi Alvarez (CHI)

 

AS-2

Ouro – Alcino ‘Pirata’ Neto (BRA)

Prata – Eric Dargent (FRA)

Bronze – Mark ‘Mono’ Stewart (AUS)

Cobre – Colin Cook (HAW)

 

Senhoras AS-1

Ouro – Kazune Uchida (JPN)

Prata – Charlotte Banfield (ENG)

Bronze – Darian Haynes (HAW)

Cobre – Fernanda Tolomei (BRA)

 

AS-1

Ouro – Adi Klang (ISR)

Prata – Anthony Smyth (RSA)

Bronze – Kenjiro Ito (JPN)

Cobre – Roberto Pino (BRA)

 

Perfil em destaque

  • Constância Simões Constância Simões

    Esta semana fomos até à ponta sul do país, ao Algarve, falar com uma nova promessa do surf feminino… 

Scroll To Top