Itens relacionados

segunda, 04 dezembro 2017 11:00

Californiano Taylor Jensen consagra-se tricampeão mundial de Longboard

Numa bateria extra, o californiano venceu o gaulês Edouard Delpero… 

 

Depois de dois dias de espera, as ondas voltaram a apresentar boas condições na praia Jinzun Harbour no domingo, para encerrar o Taiwan World Longboard Championship disputado na Ilha Taiwan. 

 

O brasileiro Phil Rajzman ganhou o primeiro duelo do dia, mas perdeu a grande final para o francês Edouard Delpero. Com a vitória, o gaulês igualou os resultados de Taylor Jensen na liderança do ranking, forçando então uma bateria extra para definir o título. Nesse último Heat o norte-americano confirmou o tricampeonato, repetindo as conquistas de 2011 e 2012.

 

"Isso nem parece ser real para mim agora, mas estou muito feliz", disse Taylor Jensen. "Esta semana foi uma verdadeira montanha russa de emoções com o meu afastamento nos quartos de final. Fiquei na expectativa a observar alguns concorrentes a serem afastados e foi uma semana muito tensa para mim, fiquei muito nervoso e nem conseguia dormir direito. Então, quando vi que teria que surfar de novo, eu apenas tratei isso como se fosse uma final normal e foi ótimo ter uma bateria extra para decidir o título".

 

Na verdade, tal está previsto nos regulamentos e até hoje só tinha acontecido uma vez na história da World Surf League. Na altura, em 2011, foi a decisão do título mundial Pro Junior. Naquele ano, o brasileiro Caio Ibelli liderava o ranking das três etapas, mas o australiano Garrett Parkers igualou a sua pontuação na última prova, realizada na Austrália. Então, os dois surfistas tiveram que definir o campeão num tira-teima e Caio Ibelli acabou por ficar com o título. Agora, a situação repetiu-se mas para definir o campeão mundial de Longboard de 2017.

 

O californiano Taylor Jensen tinha vencido a primeira etapa em Papua Nova Guiné e no evento de Taiwan foi barrado pelo brasileiro Phil Rajzman nos 1/4 de final. Com exceção de Rajzman, os três outros semifinalistas tinham uma hipótese de igualar os seus resultados com a vitória no Taiwan World Longboard Championship, pois haviam ficado em quinto lugar na 1.ª prova, em Papua Nova Guiné. 

 

O único que poderia garantir o tricampeonato de Taylor Jensen, sem que este precisasse de realizar uma bateria extra, era o próprio Phil Rajzman se vencesse em Taiwan, mas ele não conseguiu superar Edouard Delpero.

 

Na bateria extra, Jensen venceu Delpero por 14,50 a 13,16 pontos. Vale realçar que durante a semana passada o evento já tinha consagrado a havaiana Honolua Blomfield, nova campeã mundial da disciplina. 

 

 

Perfil em destaque

  • Constância Simões Constância Simões

    Esta semana fomos até à ponta sul do país, ao Algarve, falar com uma nova promessa do surf feminino… 

Scroll To Top