Ezekiel Lau obteve um resultado que pode ser determinante na sua permanência na elite em 2018 Ezekiel Lau obteve um resultado que pode ser determinante na sua permanência na elite em 2018 WSL/Poulennot

Itens relacionados

quinta, 05 outubro 2017 09:58

EZEKIEL LAU VENCE EM CASCAIS - MORAIS ALCANÇA 3º POSTO

Surfista Português perdeu nas meias finais para o Havaiano e seu colega no WCT, Ezekiel Lau.

Esta quinta feira, 5 de Outubro, dia em que se comemora o dia da Implantação da República Portuguesa, amanheceu sem vento e com ondas com cerca de meio metro glass, embora com sets maiores.

Condições "clean" e agradáveis, principalmente para quem se deslocou àquela praia de Cascais para ver o que o melhor surf do mundo tem no momento. O evento encontrava-se nas meias finais, e claro, Frederico Morais estava no foco de todos os portugueses e seus fãs, a segunda meia final era o heat mais aguardado.

Este ultimo dia do WQS 10.000 Edp Billabong Pro Cascais, teve inicio pelas 09:20 da manhã com a primeira eliminatória das meias finais, opondo o Norte Americano Kanoa Igarashi e o Brasileiro Italo Ferreira. Um heat bastante disputado que o Brasileiro levou a melhor. Apesar de Kanoa fazer a melhor onda do heat, um 6,77 pontos em 10 possíveis, foi Italo que se mostrou mais consistente e com um somatório de 12,67 pontos em 20 possíveis alcançava a final.

*Frederico Morais surpreendeu tudo e todos com o seu excelente surf, nas condições difíceis e pesadas no Guincho./Click by WSL Poullenot

A segunda meia final entrava logo de seguida, Frederico Morais enfrentava o Havaiano Ezekiel Lau. Este ultimo, que estava dependente do resultado nesta prova de máxima pontuação QS, para ficar mais seguro no ranking WQS por forma a garantir a requalificação para o WCT 2018, mostrava-se muito forte e determinado e fazia um heat irrepreensível. Ezekiel escolheu as melhores ondas que apareceram e surfou-as com máxima energia e "power". Um total de 17,27 pontos em 20 possíveis contra os 12,13 pontos de Frederico Morais espelham bem o heat que se desenrolou por 30 minutos.

O surfista Português, após uma excelente prestação nas condições difíceis e pesadas, que até ao dia de ontem estiveram no Guincho, alcançava assim o terceiro posto, 6500 pontos para o ranking WQS assim como US$11.000 para a sua conta bancária!

"Foi fantástico ter aqui toda a gente a apoiar-me e fez-me sentir incrível. Foi um heat difícil e o Zeke surfou muito bem. O mar está limpo mas está difícil de encontrar as ondas certas e ele estava nas melhores, por isso, parabéns Zeke. Foi uma semana óptima e agora é seguir para França!" afirmou o surfista português.

 

Na final encontraram-se Ezekiel Lau e Italo Ferreira. O Surfista Havaino mais uma vez com o seu power surf e determinação venceu o Brasileiro Italo Ferreira com um somatório de 12,90 pontos em 20 possiveis contra os 12,10 pontos de Italo. A final que começou lenta mas que viu várias ondas serem surfadas nos últimos dez minutos, Lau derrotou o brasileiro Ítalo Ferreira, também ele surfista do circuito mundial de surf (CT) da WSL. As pontuações finais, 12,90 (em 20 pontos possíveis) para o vencedor, 12,10 para o derrotado, reflectem bem quão disputada foi a bateria final do EDP Billabong Pro Cascais.
 
"É o primeiro ano em que passo um heat neste campeonato pelo que só chegar à final foi uma grande vitória. Estou muito feliz com todo o apoio que recebi aqui e que fui recebendo de casa. Tem sido um ano de aprendizagem, em que tenho aprendido muito sobre mim e de como gosto de competir. Abordei cada dia como se fosse um dia normal, uma sessão de surf normal mas com a licra de competição vestida. Eu adoro competir pelo que adorei cada momento desta competição!"
 
Com esta vitória, a sua primeira no WQS desde 2013, Ezekie Lau soma 10.000 pontos e ($US 40,000) subindo para a 12a posição do ranking do QS, estando agora numa posição interessante para garantir a permanência entre a elite mundial, em 2018, através daquele circuito.

 

RANKING WQS APÓS EDP BILLABONG PRO CASCAIS 2017

 

 


Perfil em destaque

Scroll To Top