Itens relacionados

segunda-feira, 14 outubro 2013 08:32

FREDERICO MORAIS ELIMINA KELLY SLATER

E avança para a 3ª ronda Moche Pro Portugal by Rip Curl!

 

“É inacreditável. Nem acredito que venci. Foi uma bateria difícil e Kelly (Salter) no final poderia conseguir facilmente um 6 .91 e passar para a liderança. Tentei focar-me em mim e não no adversário ou no seu jogo mental. A minha estratégia com o meu treinador era se tivesse a vencer, nos últimos minutos aguentar a minha posição. Estou muito feliz. Passado três  anos, volta um português a estar na terceira ronda de um evento do wct em Portugal.”, diz Frederico Morais.

 

Os únicos portugueses a competir no Moche Pro Portugal by Rip Curl, Francisco Alves e Frederico Morais entraram esta manhã em ação naquelas que foram as baterias inaugurais da segunda ronda. Contra o atual nº1 e nº2 do ranking mundial a vitória sorriu apenas a um dos atletas!


Francisco Alves foi o primeiro a entrar em ação frente ao australiano Mick Fanning. Este último entrou determinado em vencer, mantendo-se sempre muito ocupado durante toda a bateria. O português respondeu com duas ondas a rondar a casa dos “4” pontos em 10 possíveis, mas não foi capaz de fazer frente a Mick Fanning que terminou com um total de 13.00 pontos em 20 possíveis.


Na bateria seguinte foi a vez de Frederico Morais representar as cores da bandeira portuguesa. Contra um Kelly Slater não muito seletivo na escolha de ondas, o português venceu e convenceu! O 11 vezes campeão do mundo destacou-se logo no início da bateria com um 4.33, mas o português manteve a calma e com uma estratégia bem delineada respondeu com um 4.43. Desde daqui que não mais parou, reforçando esta última nota com um 5.67 e um 6.67, vencendo a bateria com a diferença de 2.21 pontos. “É inacreditável. Nem acredito que venci. Foi uma bateria difícil Kelly no final poderia conseguir facilmente um 6 .91 e passar para a liderança.

 

Tentei focar-me em mim e não no Kelly (Slater) ou no seu jogo mental. A minha estratégia com o meu treinador era se tivesse a ganhar, nos últimos minutos aguentar a minha posição. Estou muito feliz. Passado três anos, volta um português a estar na terceira ronda de um evento do wct em Portugal.”, diz Frederico Morais.

A competição continua em Peniche com as restantes baterias da segunda ronda, por isso, acompanha toda ação no link abaixo, ou aqui na tua SurfTotal. 


Perfil em destaque

Scroll To Top