banner topf
quinta, 19 setembro 2013 00:00

FAZER UMA PAUSA NO TRABALHO PARA... SURFAR

Empresas Portuguesas já oferecem oportunidade aos trabalhadores. Objectivo: Deixa-los mais felizes, e claro aumentar a produtividade.

Qual é afinal o segredo para conseguir os melhores trabalhadores? Deixá-los felizes. E é nisso que todas as empresas deviam pensar. Algumas já o fazem, cá por Portugal, mas ainda não tantas quanto seria desejado.

Mas afinal, como é que se deixa os empregados felizes: planeando atividades, deixando-os trabalhar a partir de casa quando se justifica, oferecendo massagens, ou por exemplo, deixando-os fazer uma pausa para o surf durante o dia. Essa é uma das medidas referidas pelo site Business News Daily que até já é aplicada em algumas empresas portuguesas.

Além desta, o site aponta ainda a isenção do horário de trabalho, serviços de saúde, oferta de bilhetes para variados eventos. Mas a pausa para o surf acontece já em algumas empresas californianas que até exibem à entrada, na recepção, as condições das ondas de cada dia.

Por cá, também algumas empresas se preocupam com o bem estar físico - e psicológico - dos trabalhadores. João Afonso, de 28 anos, tem o privilégio de trabalhar numa que o faz. Acabado de chegar de Bali, onde esteve a fazer um projeto com os colegas – só porque lá conseguiam uma maior tranquilidade para o realizar e, claro, mais surf – conta à SurfTotal, que todos os dias vai surfar com os colegas e o patrão.

 “O meu chefe é o primeiro a pôr o pessoal na água se as ondas estiverem boas”, confessa. João é programador sénior na KwameCorp, uma “empresa de R&D em mobile (essencialmente Android)”, cuja sede portuguesa é em Santos, Lisboa, explica.

 “O surf aqui está sempre presente. O meu chefe é dinamarquês e veio para Portugal há uns 15 anos só para poder surfar”, acrescenta. A ida recente para Bali surgiu, pois tinham um "projeto muito difícil para realizar e muito pouco tempo" para o fazer. “Então o meu chefe teve esta ideia, de fugirmos para um sítio fora de Portugal, para podermos dar o máximo e assegurarmos que o projeto partia a loiça toda. Como o pessoal surfa todo, escolhemos Bali”, conta à SurfTotal.

Por ali, quase todos os dias vão até à Costa da Caparica ou Ericeira, surfar. Mas esta não é uma experiência nova para João Afonso, que já trabalhou na YDreams, uma empresa de tecnologia portuguesa no Monte da Caparica. Nesta empresa, até há balneários e “racks” para apoiar as pranchas. Tudo a pensar no bem-estar dos trabalhadores.

Para João, poder fazer uma pausa para surfar “muda tudo" no dia de trabalho. "Tenho de ser responsável e saber se o trabalho permite ou não parar para surfar, mas, quando dá, muda o meu dia sim", conclui. Quem dera a muitos trabalhadores a mesma sorte. Pode ser que a moda pegue.

Pelo menos, é o que a SurfTotal espera.

Perfil em destaque

Scroll To Top