Itens relacionados

quinta, 19 setembro 2013 23:43

ALTAS ONDAS ESTA QUINTA DURANTE O EUROSURF

Mar subiu, o vento parou e alguns dos melhores surfistas Europeus deram show.

 

 

 

Rodrigo Herédia, em Surf Master e Hugo Pinheiro, em Bodyboard Open, são os dois elementos da selecção nacional de surf que já têm presença assegurada nas finais das suas categorias, garantindo assim o acesso às medalhas do Eurosurf 2013, o campeonato da Europa de surf por equipas.

O quinto dia de prova na praia de Santa Bárbara foi longo e decisivo, mas com as melhores ondas do evento até agora, o que ajudou ao enorme espectáculo de surf e bodyboard a que se assistiu hoje. Com o avançar da competição, houve necessariamente bons surfistas eliminados da prova ou remetidos para a repescagem, o que aumentou a incerteza quanto ao título colectivo deste ano.

 

 

 


Foi o que aconteceu ao francês Medi Veminardi, ao marroquino Yassine Ramdani, ao italiano Angelo Bonomelli e ao português João Guedes, vice-campeão da Europa em título, afastados definitivamente da prova na categoria de Surf Open. Bonomelli da pior forma, por ausência na sua bateria devido a um lesão num ombro, depois de ter feito uma das melhores ondas da competição (8.83 pontos) na fase anterior.

 
O mesmo aconteceu ao campeão em título na categoria de Bodyboard Open, o também português Manuel Centeno, que acabou eliminado na quinta fase da repescagem, depois de lhe ter sido assinalada uma interferência sobre outro atleta (o que lhe retira metade da pontuação da sua segunda melhor onda) e de não se ter encontrado com o mar ao longo de toda a sua bateria.

 

Quem acabou por ser novamente destaque, nesse heat, foi o francês Yoan Florantin, que voltou a fazer uma das maiores pontuações da prova (17.34 pontos em 20 possíveis), assumindo-se como um dos principais candidatos à medalha de ouro na categoria.

 
Para isso terá ainda de avançar na final da repescagem e vencer a grande final, onde já se encontra o seu compatriota Martin Mouradian e o português Hugo Pinheiro. O segundo bodyboarder da selecção nacional voltou a vencer a sua bateria hoje, realizada imediatamente a seguir à de Manuel Centeno, redimindo assim o seu amigo e garantindo já o acesso a uma medalha.

 
“Foi um dia longo e difícil, sobretudo por causa da paragem na maré cheia” admitiu Pinheiro. “Eu sabia o que tinha de fazer para avançar, por isso comecei logo ao ataque e fui construindo um score médio... perto do final acabei por defender a minha posição ao colocar-me sempre próximo da zona onde quebram a melhores ondas e assim passei à grande final. Agora é só mais uma bateria e o objectivo é a medalha de ouro,” garantiu o atleta da Costa de Caparica.

 
Em grande destaque neste dia esteve também Joan Duru. O surfista francês foi implacável na sua primeira bateria do dia, conseguindo a segunda melhor onda e o segundo maior score de toda a competição, respectivamente 9.67 e 18.17, em 10 e 20 pontos possíveis.

 
Duru levou consigo para a fase seguinte o espanhol Vicente Romero, com a dupla a conseguir nova dobradinha na quinta fase do quadro principal, avançando igualmente para a última bateria da prova, onde irão disputar as medalhas.

A eles juntar-se-ão outros dois surfistas, saídos do quadro de repescagem, entre nomes como Abdel El Harim, Luís Eyre, Vincent Duvignac, Romain Cloitre, Hodei Collazo, Gony Zubizarreta, Filipe Jervis, José Ferreira, Marlon Lipke e Jonathan Gonzalez.

Hoje realizaram-se ainda algumas baterias da repescagem na categoria Surf Master, bem como a terceira fase do quadro principal, dominada pelo português Rodrigo Herédia, que assim assegurou a presença na grande final, juntamente com o francês Boris Le Texier. No Surf Senior, o ex-campeão da Europa júnior, Ruben Gonzalez, também dominou a sua bateria da repescagem, mantendo assim num total de nove os surfistas portugueses ainda em prova.

Na classificação geral, França continua a liderar, com Espanha cada vez mais próximo, em segundo lugar e  Portugal em terceiro, agora ligeiramente mais afastado, Marrocos em quarto lugar e Inglaterra em quinto.


O Eurosurf 2013 regressa amanhã, pelas 9h30m, para um sexto dia de prova novamente bastante preenchido, com a realização de todas as fases de repescagem em falta, deixando as grandes finais para Sábado, que muito provavelmente será o derradeiro dia de competição. Tudo pode ainda acontecer, mas o dia de amanhã dará muito boas pistas!

Perfil em destaque

Scroll To Top