terça-feira, 28 setembro 2021 09:57

"Ao contrário do que é habitual pensar-se, o longboard é uma variante do surf bastante técnica" - José Marcos "Madi"

o veterano fala em exclusivo à Surftotal...
 
 
José Marcos "Madi" é uma figura incontornável no mundo do longboard. O veterano desliza nas ondas há mais de 45 anos e aos 59 anos de idade já conta com vários títulos, sendo Tricampeão do Festival de Longboard de Salinas, nas Astúrias.
Personal Trainer de Longboard, Madi partilha todo o seu saber com os amantes das ondas para lhes proporcionar a melhor experiência possível, o que agora também faz através de um modelo de pranchas de surf com a sua assinatura criado em parceria com António Canedo da Canedo Surfcrafts, do qual nos fala nesta entrevista à Surftotal.
 
 
 
 
créditos: Tomané
 
 
 
Conta-nos Madi, como está a correr o teu Verão? Poucas ondas, não é? Tens feito longboard onde?

Muito obrigado Surftotal, o meu verão está a correr muito bem, com ondas suficientes quase todos os dias para deslizar no meu Longboard 9’4”. Tenho feito quase sempre em Matosinhos e este verão já tive a sorte de ir a Salinas/Asturias duas vezes, uma no meio de Junho e outra agora no final de Agosto.

 
 
Agora estás em Salinas, conta-nos o que estás aí a fazer? Há um evento de longboard, certo? Fala-nos um pouco sobre o evento e a tua presença aí?

Bem, a minha presença em Salinas já é um clássico. Este ano chego aqui como Tricampeão do Festival de Longboard na categoria de maiores de 50 anos à procura do quarto título.
Devido à minha assiduidade no pódio como Tricampeão, este ano tem sido o ano das entrevistas nos jornais e rádios locais.
Quanto ao evento e devido ao covid, este ano esteve tudo muito mais calmo do que nas 18 edições anteriores, não estava permitida a venda de comida e bebida assim como a música para não proporcionar ajuntamentos.
Treinei muito todos os dias antes do Campeonato e na final Internacional venci os Longboarders maiores de 50 anos.
 
 
 


"O objetivo é oferecer às pessoas um modelo com um shape
aprovado pelos pés treinados do Madi, com tudo o que isso trás de garantia de um bom shape e consequentemente um bom desempenho na água."
 
 
 
 
Sabemos que tens um modelo de pranchas de surf com a tua assinatura, como aconteceu isso?

O António Canedo foi-me apresentado com o objetivo de desenvolver uma prancha para eu utilizar diariamente, nas aulas e em free-surf. Com o passar do tempo fomos acertando alguns detalhes de forma a que a prancha fosse de encontro ao que procuro numa prancha de surf clássico. Dessa forma e depois de bastantes trocas de ideias chegamos à conclusão que a Canedo Surfcrafts poderia ter um modelo em paralelo ao modelo de base (Big Sur Model) com o meu nome. O objetivo é oferecer às pessoas um modelo com um shape aprovado pelos pés treinados do Madi, com tudo o que isso trás de garantia de um bom shape e consequentemente um bom desempenho na água.
 
 
 
créditos: Tomané
 
 
 
Fala-nos sobre esse modelo e o que difere dos modelos normais.

É um modelo feito com base nos inputs que vou dando ao Canedo e ele vai adaptando ao modelo de base (Big Sur Model), de acordo com o desempenho que espero obter da prancha. Estamos a falar de longboard, que ao contrário do que é habitual pensar-se, é uma variante do surf bastante técnica. As pranchas de longboard “Big Sur - Madi Edition” são pranchas em tudo clássicas, square tail, nose concave no bottom, kick tail acentuado, que permitam caminhar tranquilamente por toda a extensão da prancha e utilizar o espaço disponível para manobrar tanto em mar intermédio como em mar pequeno. O modelo que está na sua base – Big Sur Model – é por si só um modelo clássico.
No fundo não inventamos nada, mas adaptamos este modelo às minhas necessidades. É uma edição que vai sendo afinada com o passar do tempo, e que tem vindo a ser melhorada continuamente, em conjunto com o Canedo. Outra coisa que me cativou foi o facto de ser o Canedo a construir as pranchas de início ao fim, totalmente feitas à mão, e com os detalhes que ele gosta de trabalhar nas pranchas – tailblock em madeira, resin leash loops, fibragem em volan, entre outras características. Mas podem encontrar o trabalho dele (e entrar em contacto com ele) no Instagram @canedosurfcrafts, ou através do email canedosurfcrafts@gmail.com.


 
créditos: Tomané
 


 Como tem vindo a evoluir o número de praticantes de surfing aí em Salinas? Há muita gente a aprender? Muitas escolas? Muita gente na água em relação aos anos anteriores?

Quando chegas à praia de Salinas a sensação do número de escolas a operar é muito idêntica à de Matosinhos, ou seja escolas a mais e pouco critério de ensino, não existe um ensino continuado que se note, é vendida só uma experiência de deslizar na espuma em grupos de 10 ou mais pessoas.  
 
 

Algo mais a dizer? 
 
Claro que sim, estou muito contente com o ensino que desenvolvi nestes últimos 2 anos como Personal Trainer de Longboard, criei dezenas de novas e antigas amizades com os meus alunos e todos os que me rodeiam nesta atividade. E nunca é demais agradecer à Surftotal por tudo o que faz pelo Surf. Bem hajam. 
 
 
 
 
 

Itens relacionados

Perfil em destaque

Scroll To Top