João Galeão, 19 anos, Foz do Arelho. João Galeão, 19 anos, Foz do Arelho. Foto: Madskills

Itens relacionados

sexta, 08 junho 2018 16:58

João Galeão

Revelamos mais um talento do surf português...

 

Da Praia do Guincho rumámos à Foz do Arelho para revelar mais um talento do surf nacional. Trata-se de João Galeão, um dos surfistas que tem vindo a demonstrar uma margem de progressão enorme.

Fica a conhecê-lo melhor. 

 

Nome?

João Galeão.

 

Idade? 

19 anos. 

 

Praia local?

Praia da Foz do Arelho.

 

Estudos? 

12.º ano de escolaridade e atualmente a frequentar o curso de treinador de surf.

 

Anos de surf? 

9 anos.

 

Quiver? 

5´10 e 5´11 da Watta Surfboards. 

 

 

Porque escolheste praticar surf?

Desde pequeno que sou apaixonado pelo mar. Tudo começou quando me emprestaram uma prancha e eu adorei o “feeling". A partir dai nunca mais larguei o surf. 

 

Pico preferido? 

A minha praia de eleição é, sem dúvida, a Foz do Arelho. É lá que me sinto em casa, é uma praia com altas ondas, tanto dão ondas tubulares como estão boas ondas para a manobra! 

 

Última surfada memorável? 

Padang Padang clássico com ondas a rondar os 2 metros.

 

 

Maior susto?

O meu maior susto foi o ano passado em Bali, numa onda chamada Padang Padang. Tudo aconteceu num final de tarde, com a maré a vazar. Tentei apanhar uma onda, mas não consegui, de repente dou por mim em cima das pedras quando entra um set muito grande! A minha reação aos vê-los foi remar rapidamente para o outside, mas não foi suficiente, acabei por levar com ele em cima e cortei-me todo no coral. 

 

Última viagem de sonho?

Há dois anos na Indonésia com dois amigos, andámos por Bali, Lombok e Sumbawa.

 

Competição ou free surf? 

Tanto um como o outro, mas a competição dá-me imensa pica para tentar ser cada vez melhor. 

 

A tua frase favorita?

O único limite és tu. 

 

 

Como está o surf atualmente?

O surf está atingir níveis cada vez mais altos, com manobras aéreas bastante inovadoras. 

 

Qual é a tua grande inspiração nacional e internacional?

A nível nacional, Frederico Morais, e internacional, Matt Wilkinson.

 

Se não fosses surfista o que serias? 

Não sei, não me imagino a fazer outra coisa. 

 

Mensagem a deixar? 

Acima de tudo, divirtam-se na água e mantenham um bom ambiente.

 

--

Nota: Fotografias de arquivo pessoal.

 

Perfil em destaque

vimeo

 

 

Scroll To Top