Tomás Arroja é um dos talentos que podemos encontrar na Praia da Barra. Tomás Arroja é um dos talentos que podemos encontrar na Praia da Barra. Foto: Arquivo Pessoal

Itens relacionados

sexta, 23 novembro 2018 17:21

Tomás Arroja

Fomos até à Praia da Barra descobrir o novo perfil da semana… 

 

Do sul rumamos a norte para destacarmos um dos novos e jovens talentos da zona de Aveiro. Chama-se Tomás Arroja, é o novo perfil da semana e surfa assim! 

  

Nome? 

Tomás Arroja.

 

Idade? 

16 anos. 

 

Praia local? 

Praia da Barra, Aveiro. 

 

Estudos?

Neste momento no 11.º ano de escolaridade, Curso de Ciências e Tecnologias. 

 

Anos de surf? 

Experimentei com 8 anos, com o meu pai, mas regularmente faço há 6 anos. 

 

Quiver? 

5’7 e 5’6 para mar pequeno, mas com força. Uma 6’2 para mar maior de tempestade. 5’8 e 5’9 para mar tubular, todas elas da Manila Surfboards Designs (MSD).

 

 

Por que escolheste praticar surf?

Sempre que ia à praia com o meu pai ele chamava-me à atenção para as escolas de surf, até que um dia experimentei com ele e foi amor à primeira vist. Tanto que hoje em dia praticamos os dois. 

 

Pico preferido?

Triângulo a meio da praia da Costa Nova. 

 

Última surfada memorável?

Foi um dia antes de começarem as aulas, na Costa Nova, com ondas de 1,5m tubulares com offshore. O dia todo a dar altas, só sai da água quando ficou de noite. 

 

Maior susto? 

Foi no meu segundo ano de surf, onde estava a surfar e fiquei enrolado numa rede de pesca. Felizmente, passado alguns segundos consegui agarrar no leash e vir à superfície.

 

 

Última viagem de sonho?

Foi ao Brasil em Pipa, perfeito todos os dias em vários picos…

 

Competição ou free surf? 

Gosto muito de ambos, é incrível surfar sem pressões e poder brincar um bocado, mas, ao mesmo tempo, não há nada como aquele nervosismo de estar dentro de água durante um heat. 

 

A tua frase favorita? 

Surf não é uma moda, é um modo de ser.

 

O melhor conselho que já recebeste? 

Parar é morrer! 

 

 

Se fosses um animal, qual serias? 

Provavelmente um golfinho que, além de não serem mortíferos, também curtem “surfar” ondas! 

 

Como está o surf atualmente? 

Nos últimos anos o surf tem crescido bastante em Portugal, mesmo havendo pouco investimento. Onde eu vivo é algo que é totalmente desprezado, o que leva a uma grande falta de praticantes. Na minha opinião penso que é algo que devia ser mais explorado. 

 

Quem é a tua grande inspiração nacional e internacional?

A nível nacional é o Kikas que tem alcançado resultados que nunca ninguém tinha conseguido com aqueles “carves” e com a raça tuga. Internacionalmente é o Mason Ho que tem o surf incrivelmente descontraído e ao mesmo tempo consegue fazer os típicos “lay backs” e “rodeos”. 

 

Se não fosses surfista o que serias? 

Sinceramente, não me imagino fora do surf, por isso, não sei…

 

Mensagem a deixar?

Pessoal, tenham cuidado com as praias e com o plástico que são cenas que só estão a mais no mar. Boas ondas e partam tudo!

 

-- 

Todas as fotografias: Arquivo Pessoal

Perfil em destaque

vimeo

 

 

Scroll To Top