ActivoBank
segunda, 27 agosto 2018 07:30

Japão caça 177 baleias para “investigação científica”

Organizações dos animais já vieram lamentar o sucedido… 

 

Ainda há pouco tempo, durante o Mundial de Futebol que teve lugar na Rússia, o povo japonês surpreendeu tudo e todos quando, após cada jogo realizado pela sua Seleção, os adeptos não abandonavam os estádios sem deixarem a zona das bancadas em seu redor totalmente limpa. 

 

Isto é que é um povo à séria, evoluído e preocupado com o ambiente, ouviu-se dizer por inúmeras vezes. Tal facto foi notícia por várias ocasiões e reclamou mesmo alguns preciosos segundos do horário nobre dos telejornais portugueses. 

 

No entanto, vai-se a ver e… durante a temporada de pesca de cetáceos, que tem lugar na costa norte do arquipélago no verão, o Japão capturou 177 baleias para fins científicos. Isto é que é um povo evoluído. 

 

A explicação para esta desmedida caça, segundo a Agência Nacional de Pesca nipónica, passa por contribuir para a gestão e conservação dos recursos marítimos, analisando o conteúdo dos seus estômagos, cujos resultados são enviados à posteriori à Comissão Internacional da Baleia.

 

A comunidade internacional e várias organizações de animais já vieram lamentar o sucedido, afirmando que esta se trata de uma pesca comercial disfarçada uma vez que a carne dos espécimes, depois de estudada, acaba por ficar disponível e ser vendida nos circuitos normais. 

 

Já no início deste ano, em maio, invocando uma vez mais fins científicos, o país capturou e matou 333 baleias-anãs (ou baleias-de-minke) das quais mais de 120 eram fêmeas grávidas. Meus senhores, isto não pode acontecer em pleno século XXI. 

Perfil em destaque

Scroll To Top