Itens relacionados

quarta, 02 outubro 2019 11:44

APRENDE A LER UM MAPA DA PREVISÃO

Cinco ou seis dicas que fazem toda a diferença… 

 

Hoje em dia a informação está toda à mão, bem compilada e à distância de um clique. O teu smartphone, por exemplo, é a porta perfeita para consultares as condições de surf - na tua praia ou noutro spot qualquer. 

 

As Live Cams da Surftotal (cerca de 20 espalhadas de norte a sul do país) são uma boa aposta, pois permitem que vejas em tempo real; mas, por vezes, é preciso consultar algo mais técnico e aprofundado para perceber como o swell irá evoluir ao do dia ou de vários dias. 

 

Pois bem, nesse caso específico, estamos a falar de uma ferramenta diferente. Estamos a falar, por exemplo, de um mapa de previsão do Windguru, um dos sites de consulta das condições de mar que goza de enorme popularidade entre os surfistas (e que também podes encontrar no rodapé de todas as nossas Live Cam!). 

 

 

Assim, para que não fiques na mesma sempre que o consultas, eis as formas de interpretar as variáveis que o Windguru nos oferece tomando como exemplo a praia de Carcavelos. Mapa em cima.  

 

1. Velocidade do vento

Bem, o ideal para o Surf é não haver vento. Ou então que a sua intensidade seja muito fraquinha para que não afete as ondas (até 10 nós).

 

2. Direção do vento

Vento do quadrante leste é o melhor para a praia de Carcavelos (e para a maioria da costa portuguesa). Como esta está virada a sul também recebe bem ventos de norte, nordeste e noroeste (todos eles offshore).

 

3. Ondulação

Esta parte diz respeito ao tamanho da vaga em alto mar, que é consideravelmente superior ao tamanho da mesma quando chega à costa. Portanto, relacionar o tamanho com a direção da ondulação é fundamental.

 

4. Direção da ondulação

O mapa pode indicar 3 metros de ondulação vindo de norte e quando chegamos à praia de Carcavelos, cheios de vontade para surfar, rolam apenas ondas de meio metro. O contrário, por sua vez, acontece quando temos 1 metro de ondulação orientado de sul e na praia entram ondas com esse tamanho ou até superiores, precisamente porque a ondulação entra diretamente na costa (a praia de Carcavelos está virada a sul).

 

5. Período da vaga

Esta variável prende-se com o período entre as cristas das ondas em segundos. Quando o período é pequeno (menos de 10 segundos, por exemplo) as ondas têm menos energia e a altura com que chega à costa é inferior ao tamanho que a ondulação indica. Por outro lado, quando o período da vaga é superior a 10 segundos, isto significa que a vaga transporta mais energia e a altura da mesma aproxima-se do valor indicado na ondulação. O mar tem mais força e, ao mesmo tempo, mais correntes (agueiros).

 

Como nota de rodapé é importante referir que devemos analisar cada dia isoladamente, bem como os seguintes para podermos analisar a tendência da ondulação da melhor forma. Se, no dia seguinte, o mar estiver consideravelmente maior, então é bem possível que durante a surfada apareçam ondas maiores do que estavas à espera!

 

Boas ondas!

 

--

Artigo elaborado em parceria com a Carcavelos Surf School. 

Perfil em destaque

Scroll To Top