Matt Wilkinson, em quarto lugar no ranking, pode sair de Fiji em primeiro lugar. Matt Wilkinson, em quarto lugar no ranking, pode sair de Fiji em primeiro lugar. Foto: Sloane/WSL

Itens relacionados

terça, 13 junho 2017 11:23

Matt Wilkinson pode baralhar as contas do ranking mundial 

Quinta etapa ainda não terminou, mas no final pode haver novo líder mundial… 

 

O Outerknown Fiji Pro poderia ter sido a etapa que definiria (ou consolidaria), de vez, a liderança do ranking do World Tour. John John Florence encontrava-se em primeiro à partida para esta quinta paragem do CT, mas Jordy Smith, Adriano de Souza e Owen Wright seguiam-no de perto a dividirem entre eles o segundo lugar. 

 

Com o término da ronda 3, hoje, ficámos a saber que a liderança de John John é para manter. É que, se Owen já tinha dito adeus à prova no Heat 1 do Round 3 (frente a Ian Gouveia), hoje foi a vez de Jordy e Adriano não aproveitarem a oportunidade que lhes foi concedida… ainda mais depois de John John ter caído às mãos de Leo Fioravanti no Heat 6.

 

Foi a segunda etapa consecutiva que o campeão mundial termina em 13.º lugar, depois de ter sido afastado por Yago Dora no CT de Saquarema. Agora, foi a vez de cair diante do jovem italiano Leo Fioravanti, naquela que foi apenas a sua segunda vitória num Heat do WCT em 2017. 

 

Fioravanti, de 19 anos, venceu com 16.83 a 13.33 pontos, deixando John John atrás de 8.90 para dar a volta à questão. O italiano deu-se bem com as condições e usou e abusou do seu “backhand” para construir o seu score. No final, para fechar as contas de vez, a 3 minutos do fim, Leo ainda conseguiu uma nota de 8.50 pontos. 

 

No entanto, o havaiano deve manter a camisola amarela uma vez que não pode ser ultrapassado pelos atletas que ainda se mantêm em competição. A sua principal concorrência, leia-se adversários diretos, foram todos eliminados no Round 3… ups, exceto Matt Wilkinson que se encontra em quarto lugar no ranking e que, caso vença a etapa, pode mesmo passar para a liderança (somando 10,000 pts aos 16,750 = 26,750 pts) ultrapassando os 26,500 pts que John John tem após o seu resultado em Cloudbreak. 

 

Wilko encontra-se no Heat 1 do Round 4, juntamente com Ian Gouveia e Julian Wilson, e muito provavelmente, face à sua atitude descomprometida e tranquila, nem sabe que terá chances de passar para a frente. No entanto, as contas não mentem e a verdade é que pode sair de Fiji no lugar cimeiro da tabela. 

 

Jordy Smith e Adriano de Souza mantêm-se, para já, em segundo lugar com 26,150 pontos. No Heat 7 Joan Duru não fez vida fácil a Jordy Smith. O francês dominou a bateria desde o início, conseguindo 9.20 pontos ao qual juntou um backup de 6.17 pontos. Quando faltavam cerca de 6 minutos, Smith ainda esboçou uma reação ao sair de combinação, mas foi insuficiente. 

 

Já Adriano de Souza, no Heat 12, não agarrou uma oportunidade única de passar para a frente. “Mineirinho” precisava vencer Stu Kennedy e nestes momentos o ex-campeão mundial não costuma vacilar, mas o australiano deu luta e a bateria acabou por ser muito renhida. O brasileiro ficou a 0.50 pontos do objetivo (14.83 vs. 14.33 pontos).

 

Continua a acompanhar a ação e vê o desfecho da 5.ª etapa, por volta das 21h, clicando aqui

Perfil em destaque

  • TIAGO GUERRA - 9 ANOS - LISBOA TIAGO GUERRA - 9 ANOS - LISBOA

    O perfil desta semana chega-nos de Lisboa e, embora a sua idade ainda se conte pelos dedos das mãos, o titulo de campeão já faz parte do seu currículo...

Scroll To Top