Frederico Morais, o ano passado, a competir em Sta. Cruz. Frederico Morais, o ano passado, a competir em Sta. Cruz. Foto: WSL/Poullenot

Itens relacionados

segunda, 02 abril 2018 10:36

Kikas vai competir no Pro Santa Cruz 2018

Prova é a 27.ª etapa do WQS… 

 

Aproveitando o intervalo entre o Margaret River Pro, 3.ª etapa do WCT, que termina a 22 de abril, e o Oi Rio Pro, 4.ª etapa do WCT, que inicia a 11 de maio, Frederico Morais é dado como certo no Pro Santa Cruz presented by Oakley 2018

 

A prova, de graduação QS3,000 da Qualifying Series da World Surf League, 27.ª etapa do WQS,  vencida pelo uruguaio Marco Giorgi o ano passado, está de regresso às praias de Santa Cruz e realiza-se entre 24 e 29 de abril. À imagem do ano passado, o português volta a participar no evento e espera, seguramente, melhorar o 3.º lugar conseguido em 2017. 

 

Porém, Frederico Morais não é o único surfista da elite a constar do alinhamento. Kanoa Igarashi e Joan Duru também se juntam ao evento da zona oeste com muitos outros ex-tops do World Tour a figurarem também na lista de inscritos: Aritz Aranburu, Jadson André, Leo Fioravanti, Wiggoly Dantas, Miguel Pupo e Ryan Callinan. 

 

Relativamente a presenças lusas, além de Kikas, também Vasco Ribeiro (Round 4), Nic von Rupp, Pedro Henrique e Tomás Fernandes (todos no Round 3) marcam presença na etapa. No Round 2, por sua vez, encontra-se o maior contigente luso, com Miguel Blanco, Francisco Carrasco, Jácome Correia, Luís Perloiro, Eduardo Fernandes e Frederico Magalhães. 

 

Pedro Coelho, Henrique Pyrrait, Ruben Gonzalez, Raul Bormann e Salvador Couto estão apontados ao Round 1, num total de 17 portugueses, pois também Tiago Pires irá aproveitar a realização da etapa para matar saudades e fazer uma “perninha” na competição da WSL. 

 

Vale realçar que os “wildcards” estão por definir e ainda não foram divulgados pela WSL, pelo que a possibilidade de haver mais atletas portugueses a competir no campeonato é bem real e palpável. 

 

“É com imenso orgulho que, pelo terceiro ano consecutivo, Santa Cruz recebe a prova do WSL que se assume como uma paragem obrigatória para os que competem neste circuito mundial de qualificação. Se o sucesso do primeiro ano se converteu no aumento de 1000 para 3000 pontos associados à prova, o ano de 2018 assume-se como a continuação da aposta em Santa Cruz para a realização desta etapa. Voltar a receber um QS 3000 nas nossas praias é uma aposta que temos a certeza que iremos honrar, não só pelas características únicas da nossa costa Atlântica - em que se destaca o galardão europeu QualityCoast/Green Destination, como pela hospitalidade das nossas gentes. De 24 a 29 de abril temos os olhos postos em Santa Cruz, seguindo ondas e atletas que nos honram com a sua presença. Um olhar que não deixa de se focar no horizonte, para que continuemos a trilhar um caminho de afirmação na rota do surf mundial, apostando essencialmente nos jovens surfistas vindos dos vários continentes”, afirma Carlos Bernardes, presidente da Câmara Municipal de Torres Vedras.

 

Em 2016, esta prova tomou lugar na praia da Física e, no ano passado, foi a vez da praia da Vigia ser o palco do evento, tendo ambas as localizações proporcionado ondas de qualidade para a competição. Assim, para 2018, a organização da prova decidiu ter as duas praias como localizações possíveis para a realização do Pro Santa Cruz 2018 by Oakley, garantindo assim que os surfistas vão poder competir nas melhores ondas da região.

 

Confere o teaser de apresentação: 

 

 

 

Perfil em destaque

Scroll To Top