Vasco Ribeiro é o melhor português no WQS 2018. Vasco Ribeiro é o melhor português no WQS 2018. Foto: Damien Poullenot/WSL
segunda, 01 outubro 2018 15:28

Conhece as contas do WQS após a prova da Ericeira

Top 10 começa a ficar mais definido...

 

Com o encerramento do EDP Billabong Pro Ericeira (QS10,000) em Ribeira d’Ilhas, no passado sábado, o ranking do circuito mundial de qualificação (WQS) voltou a ajustar contas e a revelar a tabela atualizada dos surfistas que estão dentro do Top 10, precisamente a “bolha” onde o cut será feito. 

 

Como é sabido, apenas os 10 primeiros lugares da Qualifying Series se qualificam ao World Tour do próximo ano. 

 

Entre as principais mexidas importa mencionar que os australianos Ethan Ewing, Soli Baley e Ryan Callinan, os brasileiros Bino Lopes e Deivid Silva, o italiano Leo Fioravanti, o americano Jake Marshall e o havaiano Tanner Hendrickson foram os que mais posições galgaram. 

 

Ryan Callinan, por exemplo, que venceu brilhantemente a etapa jagoz, pulou dez posições e senta-se agora em segundo lugar no ranking. Estima-se que o “cut” (corte) este ano será feito algures entre os 17 e 19 mil pontos, significando isto que o australiano tem já garantida a presença no WCT 2019. 

 

O 5.º lugar em Ribeira também fez com que Ethan Ewing subisse 12 lugares. Está em nono, mas ainda tem que amealhar alguns pontos. Se tudo correr bem, tal como Callinan, é um dos que poderá regressar aos grandes palcos do Championship Tour já no próximo ano. 

 

Leo Fioravanti, por sua vez, subiu nove posições e encontra-se à porta da “bolha” dos 10 primeiros. Mais afastado, no 15.º lugar, está Tanner Hendrickson que subiu 50 lugares no ajuste de contas do ranking pós etapa portuguesa. 

 

Estes resultados forçaram as saídas dos aussies Jack Freestone e Reef Heazlewood, agora em 16.º e 17.º lugares da tabela, respetivamente. 

 

Entre os portugueses, o 17.º lugar de Vasco Ribeiro valeu 2.250 pontos e atirou o surfista de São João do Estoril para o vigésimo posto do ranking, com 9.175 pontos. Vasquinho subiu 8 lugares e tem agora a reta final, com os restantes QS10,000 a terem lugar em Haleiwa e Sunset Beach, para atacar as contas da qualificação. 

 

Já Frederico Morais é agora 41.º, tendo subido 47 posições, enquanto Miguel Blanco passou a ocupar o lugar 100 e Tomás Fernandes o 124.º. Já Pedro Coelho é 190.º, com Luís Perloiro, Jácome Correia e Pedro Henrique a encontrarem-se em 201.º, 233.º e 243.º lugares. 

 

Uma última nota para dizer que, neste momento, o Top 10 do QS tem dois surfistas do Top 22 mundial que estão praticamente garantidos no próximo WCT. São os casos de Kanoa Igarashi, que está em primeiro lugar, e Griffin Colapinto, que está em terceiro. Pelo menos estes dois deverão abrir espaço para dois novos surfistas. 

 

Perfil em destaque

Scroll To Top