Miguel Blanco a meter para dentro dos desafiantes cilindros de Lanzarote. Miguel Blanco a meter para dentro dos desafiantes cilindros de Lanzarote. Foto: Olafpix

Itens relacionados

sexta, 30 novembro 2018 14:45

Miguel Blanco foi o único representante português no Quemao Class

Canário Jonathan Gonzalez sagrou-se vencedor da 4ª edição… 

 

A quarta edição do Quemao Class, uma prova internacional, para convidados, que tem lugar anualmente numa das melhores ondas da Europa, El Quemao, situada na ilha de Lanzarote, Ilhas Canárias, terminou ontem em ondas absolutamente clássicas, porém exigentes. 

 

 

Miguel Blanco foi o único português presente na edição 2018 do evento. Na semana em que celebrou 23 anos, o campeão nacional de surf traçou à Surftotal o essencial sobre a sua primeira participação na prova do “Pipeline Europeu”: 

 

“Foi um campeonato animal. Quemao é um dos melhores slabs da Europa, nas Ilhas Canárias, e este foi um campeonato incrível. Foi a minha primeira vez aqui a competir, eu só tinha tinha estado no Quemao o ano passado para apanhar um swell com o Nicolau [von Rupp]. Desta vez esteve um bocadinho diferente, com menos vento e bastante difícil a maré vazia a sentir-se meio do dia. No geral, foi um campeonato incrível, com muitos bons momentos. 

Perdi nos 1/ 4 de final, num heat difícil, com a maré toda vazia, o reef bem seco, completamente em cima das pedras. Mas foi alta experiência em mais um campeonato de tubos. Foi bom para ganhar mais experiência neste campo e espero que para o ano seja melhor. Foi uma experiência inacreditável.” 

 

O grande vencedor acabou por ser Jonathan Gonzalez, um dos mais experientes e consagrados surfistas canários, deixando os franceses Marc Lacomare e William Aliotti em segundo e terceiro lugares, respetivamente. 

 

Até 2019!

 

Perfil em destaque

Scroll To Top