Itens relacionados

sexta, 28 dezembro 2018 10:04

Aviso aos viajantes: Anak Krakatau continua em atividade

informação pertinente para quem se encontra de partida para a Indonésia… 

 

Dados obtidos por satélites, convertidos em imagens (em anexo), mostram que o vulcão Anak Krakatau, entre as ilhas de Java e Sumatra, na província indonésia de Lampung, ficou mais pequeno após a última erupção ocorrida no fim de semana que provocou um tsunami. 

 

As fotos via satélite não estão disponíveis devido à forte existência de nuvens, mas as imagens de radar de um satélite da Agência de Exploração Aeroespacial do Japão, tiradas antes e depois da erupção, mostram que o flanco sudoeste do vulcão desapareceu.

 

Dave Petley, chefe de pesquisa e inovação da Universidade de Sheffield, analisou imagens semelhantes de um satélite da Agência Espacial Europeia, e apoia a teoria de que foi um deslizamento de terra que provocou o tsunami que matou mais de 400 pessoas na passada noite de sábado. 

 

 

Anak Krakatau, que significa filho de Krakatau, é o filho do infame vulcão Krakatau que afetou o clima global com uma erupção maciça em 1883. Anak Krakatau subiu acima do nível do mar pela primeira vez em 1929 e desde então tem vindo a aumentar a sua massa.

 

Imagens pós-erupção mostram ondas concêntricas a irradiar da ilha, o que, segundo os especialistas, é causado por erupções contínuas. As autoridades indonésias alertaram para todas as pessoas ficarem afastadas 1km do litoral do Estreito de Sunda devido ao risco de outro tsunami. O alerta passou do nível 2 para 3 (numa escala de 4). 

 

O que se poderá passar a seguir e interpretar os dados em tempo real é o verdadeiro desafio para as autoridades e especialistas. 

 

Perfil em destaque

Scroll To Top