ActivoBank
Por Vezes é bastante divertido surfar no Dubai Por Vezes é bastante divertido surfar no Dubai

Itens relacionados

quarta, 13 março 2019 06:37

AFINAL AINDA HÁ ONDAS NO DUBAI

Miguel Veterano conta-nos como é o Surf no Dubai e como entrou numa competição nacional daquele País.

Ao fazer escala no Dubai numa das nossas viagens pelo Mundo encontra-mo-nos com o Algarvio Miguel Veterano, ex competidor e top nacional que agora vive neste pequeno/grande País do Golfo Pérsico. Aqui para além de Miguel Veterano também reside a ex top Nacional Algarvia, Mariana Canelas.

*Miguel Veterano a usufruir da água tépida e das ondas Dubaianas.

 

A MELHOR ÉPOCA PARA SE SURFAR NO DUBAI:

O Surf em Dubai é sazonal de Outubro a Abril, com os melhores e mais consistentes meses em Dezembro, Janeiro e Fevereiro.

A temperatura da água varia entre 25-30 graus Celsius no início e no final da temporada, já entre Dezembro a Fevereiro, as temperaturas são mais baixas, entre 20 e 22 graus Celsius.

Apesar da ondulação média anual rondar os 2 pés(0,67 metros), durante a temporada de ondas estas chegam facilmente aos 1,5metros, sendo que a maior ondulação registada durante o século XXI (2007) foi de 11 pés havendo quem surfasse ondas de mais de 3 metros. Nada mau!

As melhores ondulações chegam quando há baixas pressões ativas e que se desenvolvem na extremidade do golfo de Oman (Kuwait) acompanhadas de fortes ventos de (NW) a soprar através do estreito entre o Bahrein e Qatar. As ondas mais comuns no Dubai mesmo assim são provocadas por ventos próximos da Costa, não havendo por isso os chamados "ground swells".

 

HAVAIANAS SUNSET OPEN 2019 POWERED BY RIP CURL

Na sua sétima edição, o Sunset Open 2019 decorreu na Praia do Nikki Beach Resort & Spa e recebeu a comunidade de surf do Dubai, onde se encontra também o Português Miguel Veterano. O período de espera da prova era de 15 de Fevereiro a 31 de Março de 2019, e este acabou por acontecer durante o passado fim de semana, 09 e 10 de Março de 2019.

O surfista Português Miguel Veterano acabou por ficar pelos quartos de final, mas isso não é o mais importante, tal como nos diz, "Tenho-me dedicado mais ao ciclismo aqui, tenho ido pouco à água, mas adorei participar na prova e perceber que o nível de surf aqui tem evoluído bastante. Acredito que se estivesse em forma poderia ter ido à final..." termina o Algarvio...

As divisões foram as seguintes:


Super Groms (6 a 11 anos)

Divisão Groms (12-16 anos)

Divisão de Mulheres / Mulheres (17+)

Divisão Open Masculina (17+)

Divisão Long Board (15+ e pranchas de surfe acima de 9ft de comprimento)

Divisão de Surf SUP (15+)

O evento também contou com várias outras atrações, incluindo ioga na praia, espaços de treino e condicionamento físico, atividades infantis, além de uma seleção de alimentos e bebidas do Nikki Beach Resort & Spa Dubai, Rip Curl, Oakley, RVC, música ao vivo e muito mais.
 

*Aspeto da estrutura e ambiente do evento

 

A HISTÓRIA DO SURF NO DUBAI:


Os primeiros surfistas locais do Dubai datam de cerca de 1990, havendo na altura apenas "uma dúzia" de praticantes a explorar as enseadas rochosas do Golfo. Na altura havia muitas opções de Surf pois ainda não tinham sido construídas as chamadas "Ilhas offshore" e também quebra mares que o governo local decidiu fazer para barrar a entrada das ondulações e assim proteger a construção e permitir maior navegabilidade para os milhares de iates de luxo que por ali navegam.

Pode-se dizer que o surf tem crescido exponencialmente, nos últimos 13 anos (2005-2018). De cerca de uma dúzia de surfistas em meados dos anos 90, segundo dados da Federação Local de Surf, já existem mais de 1000 surfistas.

Também com o fluxo de expatriados da Austrália, África do Sul, Brasil, EUA, Portugal, etc o nível de surf também cresceu significativamente.

 


Perfil em destaque

Scroll To Top