sexta-feira, 25 junho 2021 14:30

Afinal El Salvador tem ou não boas ondas para o surf ?

El Salvador será, uma vez mais, o palco do Mundial de Surf...

 

Depois do enorme sucesso dos ISA World Surfing Games 2021 na Surf City El Salvador, a ISA e o governo de El Salvador anunciaram esta semana o seu compromisso conjunto de sediar os ISA World Surfing Games 2023 novamente em El Salvador.

À semelhança dos ISA World Surfing Games deste ano, os ISA World Surfing Games de 2023 servirão como um evento de qualificação olímpico, desta vez para os Jogos Olímpicos de Paris de 2024, que verão as competições de surf serem realizadas no Taiti.

Por meio da sua campanha Surf City, o governo de El Salvador fez do surf uma parte integrante dos planos de desenvolvimento socioeconómico nacional e internacional do país. Com pelo menos 50 excelentes surf spots ao longo da sua costa, El Salvador oferece um rico e colorido paladar de opções para um surf competitivo de alto nível.

 

 

 

"El Salvador é um ótimo destino para os mais variados níveis de surf"

 

 

 

A República de El Salvador é o menor país da América Central continental, fazendo fronteira com Honduras a norte, Nicarágua a leste e o Oceano Pacífico ao sul. As suas cadeias montanhosas são cobertas de selva tropical, que dá lugar a algumas das mais belas praias de areias vulcânicas do mundo.

 

Com 320 km de costa do Pacífico, a nação encontra-se dividida em duas regiões para surf que, habitualmente, são denominadas pelas suas ondas mais famosas: região de El Sunzal e região de Las Flores. 

 

Região de El Sunzal  

 

Punta Roca

 

 

As melhores ondas da nação, como Punta Roca, ficam em torno da cidade da La Libertad. Punta Roca é, para muitos surfistas, a melhor direita da América Central e uma das melhores do mundo quando está em dias clássicos. Nos seus dias maiores, esta onda tubular, extensa, pesada e rápida para a direita é chamada de Jeffreys Bay Tropical. No entanto, é preciso ter atenção que esta é uma onda com um crowd mais intenso na água e tem uma pedra bastante perigosa- Roca Madre. A entrada e a saída do mar podem ser um pouco complicadas por causa das pedras irregulares. As ondas de Punta Roca quebram em condições clássicas com ondulações de sul e sul-sudoeste entre cinco e oito pés e período longo, acima dos 12 segundos. Funciona em todas as marés, mas é melhor quando está a encher. O vento terral é norte suave, que predomina no período da manhã.

 

 

 

 

"a melhor direita da América Central e uma das melhores do mundo"

 

 

 

El Sunzal

El Sunzal é uma das ondas mais famosas de El Salvador e é, normalmente, a primeira onda que os surfistas visitantes acabam por surfar. Por ser um centro mais agradável de se hospedar (El Tunco), torna-se uma onda mais acessível e amigável. Esta é uma onda muito longa, com fundo de pedra e a remada até ao pico é de mais ou menos 300 metros, bastante fácil, pois ao lado da arrebentação forma-se um canal sem ondas. Tanto pode quebrar para a direita como para a esquerda, sendo a direita mais segura e longa. Sunzal é uma onda mais cheia, encantadora para os surfistas menos experientes e habilidosos. A melhor ondulação é de sul-sudoeste entre quatro e 12 pés e período longo, mais que 12 segundos. O vento terral é o norte, de preferência fraco pela manhã. Funciona em qualquer maré e é super consistente durante todo o dia.

 

 

La Bocana

Porque El Salvador não oferece só direitas, esta é um esquerda incrível, rápida e com pressão que se localiza a uma caminhada de 10 minutos da onda de El Sunzal. Uma das únicas esquerdas do país, La Bocana é também o palco de diversas competições nacionais e internacionais. Uma onda com características de alta performance, com tubos e seções de manobras, não tão longa quanto as direitas. Esta onda requer swell grande para quebrar nas melhores condições. O ideal são as ondulações entre seis a oito pés de sul-sudoeste e com período alto. O vento perfeito é o noroeste e as melhores marés são a média e a cheia.

 

La Bocanita

Esta é conhecida como uma onda perfeita para treinar aéreos, quebrando tanto para a direita como para a esquerda. Uma onda rápida e curta, com tempo apenas para uma manobra. 

 

 

 

"uma onda perfeita para treinar aéreos"

 

 

 

La Paz

A onda de Punta Roca é tão extensa que depois de um certo ponto muda de nome e passa a chamar-se La Paz, não se sabendo se será pelo facto desta onda passar ao lado de um cemitério ou por diminuir o seu nível de dificuldade e ficar um pouco mais tranquila. O facto é que La Paz é incrível e com pouco crowd. É uma direita de point break longa que termina num pontão de pesca.

 

Mizata

Mizata é uma onda triangular com muito potencial e um dos picos mais constantes do país, mas também o mais distante de La Libertad. Uma direita beach break cujas melhores condições são são swell de sul-sudoeste médio até os cinco pés e período médio para longo. Os ventos ideais são o norte e o noroeste e a melhor maré é a seca, no máximo até meia maré, visto que quando está muito cheia existe bastante backwash.

 

 

 

KM59 e KM61

KM59 é uma direita super manobrável e um dos picos mais conhecidos do país. Ao lado, está KM61, outra direita divertida para quem quer fugir um pouco do crowd da região de La Libertad. Ambas quebram sobre fundo de pedras. KM59 é mais longa e melhor, oferendo seções de manobras e tubos apertados por mais de 100 metros. KM61 é uma onda um pouco mais curta e mais cheia. Ambas quebram melhor com swell de sul de tamanho médio, entre quatro e seis pés e período longo. A melhor maré é a média e o vento terral é o norte. Para acessar os dois spots é necessário pagar um valor no portão de entrada da praia ou ficar hospedado hotel que se localiza em frente à onda.
 
 
 
Região de Las Flores
 

A cerca de quatro horas de viagem de Sunzal, temos dois spots excelentes que funcionam bem quando o mar está grande.

 

Punta Mango 

Punta Mango é uma direita point break, onde podem ser encontrados os melhores tubos de El Salvador. Um pico mais afastado, pelo que é necessário ou ir de barco a partir de Las Flores ou hospedar-se em alguns dos poucos hotéis próximos da onda.

 
Las Flores
 
Las Flores é também uma direita point break com bastante qualidade e para todos os níveis.
 
 

 
 
 
Cultura, idioma oficial de El Salvador e o que fazer no país
 
A cultura de El Salvador é fortemente marcada pelo cristianismo, já que a maior parte da população local é católica ou evangélica. São tradicionais no país festas e eventos ligados às datas religiosas e muitas dessas tradições absorveram influências indígenas. O idioma oficial é o espanhol, por influência dos colonizadores europeus.  
 
El salvador é muito rico em biodiversidade e património histórico. Não deixe de visitar as ruínas de Tazumal, o lago de Coatepeque e as cascatas de Tamanique. 
 
 
Surfistas que procuram a onda de El Salvador
 
A par do Mundial que decorreu em El Salvador que reuniu os melhores surfistas do mundo e onde participaram os portugueses Miguel Blanco, Vasco Ribeiro, Frederico Morais, Teresa Bonvalot, Yolanda Sequeira e Carolina Mendes, alguns destes surfistas já tinham procurado esta onda anteriormente, também como forma de treino para a qualificação para Tóquio 2020.
 
 

 

Camila Kemp também esteve, recentemente, a treinar em El Salvador, para competir no Mundial pela equipa alemã.

 

 
 
Segurança, clima e gastronomia
 

Ainda que o policiamento nas ruas de El Salvador tenha aumentado muito nos últimos anos, o cuidado com os pertences e por onde se anda nunca é demais. Importa evitar as ruas de La Libertad à noite, especialmente na região do cemitério que fica na frente de Punta Roca, onde há muitos relatos de roubos a turistas. 

O clima de El Salvador é quente subtropical e varia de acordo com a altitude, o que o torna, na sua maioria, um país temperado. Apenas a zona costeira tem um clima tropical muito quente. A estação seca em El Salvador é  entre Novembro e Abril.

Por fim, se for a El Salvador, não deixe de provar as famosas pupusas, uma espécie de panqueca local, comida de rua típica de El Salvador.

 

 

 

 

Perfil em destaque

Scroll To Top