Sunset Beach Sunset Beach ASP

Itens relacionados

terça, 18 novembro 2014 11:07

RUMO A SUNSET BEACH - AS CONTAS DA QUALIFICAÇÃO PARA O WCT

Portugueses no WCT em 2015? Há vários atletas que ‘remam pela vida’ na segunda paragem da Vans Triple Crown of Surfing.

 

 

A primeira prova da perna havaiana, o Reef Pro Hawaii, serviu para clarificar algumas questões sobre quem são os atletas que, através do QS, se vão qualificar para o CT do próximo ano. No Top 50 temos agora três portugueses: Tiago Pires (34º), Frederico Morais (35º) e Vasco Ribeiro (50º).

 

Para as cores portuguesas, o cenário não é fácil. Desde logo começando pelo atual representante nacional no Tour de elite: Tiago Pires. O ‘Portuguese Tiger’ está neste momento no 34º lugar do ranking QS, e em 28º do WCT. Se consideramos que apenas os 22 primeiros do WCT garantem a posição na próxima época, e que no QS, neste momento, a última vaga a dar acesso é o 14º lugar (já lá iremos), resta a Tiago Pires fazer um grande resultado no Prime de Sunset Beach, o Vans World Cup - e por grande resultado, entenda-se vencer a etapa, ou para ter uma pequena réstia de esperança, garantir no mínimo o 3º lugar -, e esperar que os atletas mais bem posicionados não façam um bom resultado… Caso nenhum destes cenários se verifique, Saca terá de ir para o Pipe Masters com o pódio na mira.

 

Para Frederico Morais, imediatamente a seguir a Saca no ranking QS, as contas são praticamente as mesmas. Para Vasco Ribeiro, a matemática é simples: terá de vencer em Sunset e aguardar por uma conjugação de resultados favorável para poder almejar essa meta.

 

Para os restantes atletas no topo do ranking QS, o cenário é o seguinte:

Filipe Toledo - (16º no WCT)
2º Matt Banting
3º Wiggolly Dantas
Jadson André - (20º no WCT)
Julian Wilson - (21º no WCT)
6º Adam Melling
7º Italo Ferreira
8º Jeremy Flores
Adriano de Souza - (8º no WCT)
10º Brett Simpson
11º Tomas Hermes
12º Keanu Asing
13º Matt Wilkinson
14ºJack Freestone

 

Se partirmos do princípio que os atletas Filipe Toledo, Adriano de Souza, Jadson André e Julian Wilson se vão manter no Top 22 do WCT, garantindo assim a requalificação automática, concluímos que a última vaga de acesso está, neste momento, nas mãos de Jack Freestone. Portanto, dos atletas atualmente no WCT, foram Jeremy Flores, Brett Simpson e Matt Wilkinson a aproveitar da melhor forma o Reef Pro, fruto dos seus bons resultados conseguiram colocar-se em boa posição para garantir a qualificação via QS. O maior salto no ranking QS foi, obviamente, para Dusty Payne. O havaiano andava ‘esquecido’ no 97º lugar e passou para o 24º. Se repetir a espantosa performance de Haleiwa em Sunset Beach, e entrará nas contas da qualificação.

 

O Vans World Cup of Surfing é a última etapa QS desta época, a última hipótese para alguns atletas se juntarem à elite mundial, o sonho de qualquer surfista profissional. É agora ou nunca. Com o período de espera a decorrer entra 24 de novembro e 6 de dezembro, a prova de Sunset Beach vai ser de emoções fortes.


Perfil em destaque

Scroll To Top