ActivoBank

Itens relacionados

sexta, 25 outubro 2019 15:18

Um novo design de fato que a Vissla e a Surfrider Foundation esperam nunca vir a ser realidade

Vissla e Surfrider Foundation alertam para os riscos das alterações climáticas com fato Rising Seas...

Este projecto especial “Rising Seas” é um alerta para todos aqueles que amam o oceano para agir agora sob pena de, daqui a alguns anos, ser tarde demais.

Desenvolvido para aumentar a consciencialização sobre os enormes riscos das alterações climáticas e poluição nos nossos oceanos e costas, o “Rising Seas” é um apelo urgente a todos os entusiastas do mar para exigir acção dos líderes dos países. Os apoiantes desta causa são convidados a assinar um alerta de acção que será enviado directamente aos funcionários eleitos e entregue em mão ao Congresso norte-americano.

"Este fato será a nossa realidade no futuro a menos que actuemos agora", alertou o director de marketing da Surfrider, Eddie Anaya. “As nossas canalizações estão a ser poluídas com esgotos, escoamentos e plásticos tóxicos. O nível do mar está a subir e a ameaçar as nossas praias. O conceito do fato “Rising Seas” é uma visão geral daquilo que todos os surfistas e entusiastas do mar enfrentarão se não tomarmos medidas imediatas para lidar com os impactos das alterações climáticas e a poluição. Juntamente com a Vissla, apelamos a todos aqueles que se preocupam com o oceano e zonas costeiras para que as suas vozes sejam ouvidas e exijam acções às autoridades para proteger o oceano, as ondas e as praias", salientou.

"O projecto do fato Rising Seas é uma realidade chocante na qual todos temos que participar e tomar uma posição para reverter o declínio ambiental dos nossos oceanos, ondas e praias," disse o CEO da Vissla, Paul Naude. “O pensamento de que possamos vir a necessitar deste fato conceptual no futuro é assustador. Esperamos que a mensagem estimule um apelo à acção para que todos se envolvam activamente na exigência de que os governos - local, municipal e nacional - tomem medidas urgentes para enfrentar as questões ambientais. Pedimos a todos aqueles que se preocupam com um planeta saudável que nos ajudem a nunca precisar de fabricar este fato,” concluiu.

Devido às alterações climáticas, os fenómenos extremos têm vindo a aumentar a um ritmo alarmante devastando as comunidades costeiras. O aquecimento da temperatura da água está a originar crescimentos de algas prejudiciais, o que fechará praias, matará a vida selvagem e causará doenças graves a surfistas e banhistas. Até 2070, estima-se que devido às alterações climáticas o nível do mar suba 3 pés, eliminando 87% das melhores ondas da Califórnia.

Com o conceito deste fato, a intenção da Vissla seria proteger e informar os surfistas da presença de bactérias, vírus, proliferação de algas, derrames de óleo e altos níveis de poluição na água que poderiam afectar a saúde do surfista e o resultado da sessão de surf.

O Rising Seas foi idealizado e desenhado com informações dos principais cientistas e estudos ambientais da Surfrider Foundation e apresentaria as características técnicas mais avançadas de acordo com os rigorosos padrões de desempenho, calor, conforto, durabilidade e protecção da VISSLA. Dotado de um sistema de defesa biológica integrado e transformador, o fato traria um novo nível de protecção e segurança na água.

 

 

Principais características: 

 

Touch Screen Control Panel 

O centro de controlo do fato. Processa os dados de várias fontes que serão visualizadas na máscara com ecrã led. Os serviços de localização por satélite GPS fornecem acesso a gráficos de swell baseados na localização e em informações meteorológicas actualizadas.  

LED Display Mask

Utilizando tecnologia avançada, a máscara de respiração apresenta informação visual enviada pelo Painel de Controlo. Os níveis de bactérias, qualidade do ar, segurança da qualidade da água, radiação solar e níveis de temperatura serão exibidos usando simbologia digital e texto alfanumérico permitindo que o surfista avalie os riscos para a sua saúde durante a sessão de surf.

Anti-R Jersey 

Introdução da licra dos fatos mais protectora de sempre. Composta por um tecido com fios de polyester com nanopartículas de chumbo e substâncias biologicamente derivadas anti-algas, esta camada exterior utiliza nanotecnologia que impede a absorção de radiação e outros poluentes químicos e biológicos. Assim, as toxinas não tocam na pele do surfista.     

Grip Pads

Micro-acabamento com revestimento em nitrilo nos ombros, cotovelos, joelhos, tronco e botas que asseguram a tracção à prancha mesmo quando a água tiver componentes oleosos ou lubrificantes.

Smart Seams

Costuras fabricadas com nanobastões em óxido de zinco e detectores de neutrões vestíveis que analisam a segurança geral na água monotorizando níveis de bactérias, radiação, toxicidade, qualidade do ar e acumulação de níveis de óleo. 

Illuminating Power Seams

As costuras iluminadas da Vissla vão ajudar no desafio futuro de surfar de forma segura com radiação. O principal desafio: a radiação não pode ser detectada pelos sentidos: o surfista não pode ver, tocar, cheirar, provar ou senti-la. Enquanto os alertas serão dados no Painel de Controlo colocado na zona do antebraço quando a exposição anual à radiação for superior a os 50mSv, os cintiladores irão iluminar as costuras para precaução adicional.      

A VISSLA criou um micro site que explica o conceito do Rising Seas e a mensagem de consciencialização ambiental. 

 

Para que o Rising Seas não venha a tornar-se uma realidade nos próximos anos a Vissla orgulha-se de adoptar estas práticas ambientais: 

 

- 97% de todos boardshorts da Vissla são fabricados com poliéster reciclado proveniente de garrafas de plástico recicladas.

 

- 55% de todas as vendas de vestuário da Vissla para a Primavera de 2020 vêm de produtos feitos com tecidos sustentáveis (fibras recicladas, fibras orgânicas e cânhamo).

 

- Todos os fatos Vissla contêm materiais sustentáveis como Eco-Carbon Black, fios tingidos e neoprene à base de calcário. O Eco-Carbon Black reduz as emissões de CO2 em 72% comparando com neoprene tradicional, enquanto o fio tingido reduz a pegada de carbono dos fatos em 26% e economiza 104L de água por kg de tecido. Esses recursos resultam numa redução de 2.698 kg de CO2 por fato em comparação com o neoprene tradicional.

 

- O recente programa Stoke Exchange que, durante o mês de Outubro, aceita fatos antigos transformando-os em tapates para trocar o fato em parceria com a SUGA. Em troca oferece um desconto de 30 dólares numa próxima compra de um fato completo Vissla. É um programa simples com um grande impacto que teve sucesso imediato e inspirou a marca a encontrar formas de disponibilizar esse programa em mais, senão em todas, categorias de produtos no futuro.

  

- O concurso “Creators & Innovators Upcycle” de 2019 marcou o quinto ano consecutivo de incentivo à reciclagem encontrando formas criativas de transformar resíduos em pranchas.

 

Sobre a VISSLA:

A VISSLA é uma marca californiana que representa a liberdade criativa, uma filosofia voltada para o futuro e uma geração de criadores e inovadores. Abraçamos a atitude moderna do “do-it-yourself” na cultura do surf, surf de performance e craftmanship. Esforçamo-nos constantemente para minimizar o nosso impacto ambiental e proteger os oceanos e as ondas que nos criaram. Esta é a mentalidade “surf-everything and ride-anything”. Somos criadores e inovadores.”

 

Mais info: www.vissla.com

 


Perfil em destaque

Scroll To Top