Itens relacionados

quinta, 23 outubro 2014 14:10

AUSTRÁLIA PEDE DOAÇÕES DE PRANCHAS PARA A PAPUA-NOVA GUINÉ

 “Splinters” conta toda a história do surf na Papua- Nova Guiné

 

Tudo começou na década de 80, quando um piloto australiano deixou ficar em terra uma prancha na vila costeira de Vanimo, na Papua-Nova Guiné. Desde então o surf passou a fazer parte da cultura de um povo pouco desenvolvido a nível económico e educacional. O surf veio preencher o vazio existente.

 

Com a evolução da modalidade, não tarda para que aparece um atleta oriundo deste país a correr o circuito mundial, mas para isso precisam de meios. Neste momento, a ABC Newscastle em conjunto com a associação de surf da Papua Nova Guiné (PNG) está a tentar angariar fundos para poder enviar pranchas de fibra da Austrália.

 

Até agora, a campanha já rendeu 150 pranchas e 2500 dólares australianos (cerca de 1743 euros).

 

O presidente da associação de surf PNG Andrew Abel afirmou que, apesar de querer avançar com este tipo de pranchas, espera manter as pranchas de madeira artesanais, que são uma tradição na região.


Perfil em destaque

Scroll To Top