Itens relacionados

segunda, 19 dezembro 2016 15:04

CASO RICARDO DOS SANTOS CHEGA AO FIM

Polícia militar que baleou o surfista foi condenado com 22 anos de prisão… 

 

Depois de dois dias de julgamento e muitos meses de espera, eis que terminou na passada sexta-feira o caso de Ricardo dos Santos. Se os nossos leitores se recordam, o surfista brasileiro foi morto a tiro em janeiro de 2015 por um polícia militar que não se encontrava de serviço.

 

>> LÊ MAIS AQUI

 

Em Palhoça, Santa Catarina, o acusado, Luís Paulo Mota Brentano, que foi expulso da polícia militar a 11 de setembro, foi condenado a 22 anos de prisão na passada sexta. 

 

A pena solicitada pela acusação, porém, era de 34 anos, a máxima prevista na lei brasileira, no que considerou um homicídio qualificado. 

 

Brentano, que se encontrava já encarcerado numa prisão da polícia militar em Joinville desde o início do processo, vai agora ser transferido para uma prisão estatal. No entanto, de acordo com alguns jornais, a defesa pode estar a preparar recurso para a diminuição da pena, pois considera que o réu só disparou porque sofreu inicialmente uma ameaça do surfista com uma faca. 

 

Vale recordar que o desacato entre ambos ocorreu quando Ricardo dos Santos e o avô se preparavam para fazer uma drenagem no local onde o ex-polícia tinha o carro estacionado. Após discussão, o polícia, que não se encontrava a trabalhar, disparou dois tiros contra o surfista. 

 

Na altura, Brentano fugiu do local e Ricardo dos Santos veio a falecer no hospital no dia seguinte. Aproveita e revê o documentário feito sobre tão fatídico episódio. 

 

Perfil em destaque

Scroll To Top