banner topf
Australiano Joel Parkinson está de saída do WT. Australiano Joel Parkinson está de saída do WT. Foto: WSL/Cestari
segunda, 02 julho 2018 09:24

O adeus de Joel Parkinson

Campeão mundial de 2012 anuncia retirada do World Tour… 

 

Com o início do Corona Open J-Bay, a sexta etapa do WCT na África do Sul, ficámos também a saber que Joel Parkinson está de saída do circuito mundial. A decisão pode apanhar desprevenidos os mais distraídos, mas a verdade é que há muito que o australiano não mostra o “fogo” de outrora. 

 

O australiano, que foi campeão mundial em 2012, justificou a decisão dizendo que “Eu estou num ponto onde me divirto com o meu surf, e devo dizer que gostei do tempo em que vesti uma licra de competição, mas essa parte do surf para mim já não é tão forte. Eu acho que já não tenho a ferocidade no meu sangue. Já não ferve ao colocar uma licra. O meu sangue ferve agora ao surfar boas ondas”.

 

Parko disse ainda que “Vou ter saudades dos meus amigos, mas sempre pensei que teria a sorte de ter uma etapa do tour no meu quintal. Portanto, pelo menos uma vez por ano, eu estarei presente para ver todos os rostos familiares, amigos e família. Estou motivado para ir a locais onde não tenho que usar uma licra ou não está a ter lugar um campeonato”. 

 

A post shared by World Surf League (@wsl) on

 

O veterano da Gold Coast, de 37 anos, pendura a camisola número 81, após 18 anos entre a elite, 12 vitórias no CT e 1 título mundial (+ 4 vice campeonatos). Escolheu a etapa de J-Bay porque foi precisamente em Jeffreys Bay, em 1999, ainda como “wildcard” e com apenas 18 anos, que alcançou a sua primeira vitória num CT. 

 

Depois de Taj Burrow, Bede Durbidge, Mick Fanning e muito outros, a renovação no Tour está a ter lugar e de uma forma muito rápida. É o fim de uma era de talentosos e magníficos surfistas (pelo menos no CT) que marcaram uma geração. Até ao final da temporada é bem possível que mais nomes surjam na "lista de reformas" da WSL. Para Parko, isto não é o fim, mas o início de um novo capítulo carregado de aventuras. 

 

Até ao final de 2018, o australiano confirmou que irá competirá em todos os eventos agendados da WSL, com exceção da etapa portuguesa, o MEO Rip Curl Pro Portugal, fazendo a grande despedida no Billabong Pipe Masters em Memória de Andy Irons em dezembro. 

 

Este vídeo, elaborado pela Billabong para assinalar a ocasião, com os amigos Occy e Mick Fanning, quase nos fez chorar. É de ver: 

 

Perfil em destaque

Scroll To Top