Frederico Morais surfou muito neste segundo heat da ronda 2, sendo eliminado pelo brasileiro Yago Dora por apenas 20 centésimos de ponto Frederico Morais surfou muito neste segundo heat da ronda 2, sendo eliminado pelo brasileiro Yago Dora por apenas 20 centésimos de ponto WSL/Poullenot

Itens relacionados

quarta, 10 outubro 2018 12:24

FREDERICO MORAIS ELIMINADO NA RONDA 2 DO QUIKSILVER PRO 2018

Um heat muito entusiasmante onde o Português efetuou um grande tubo para a esquerda, e uma pontuação total de 15,57 pontos em 20 possíveis...

Yago Dora com uma finalização fortíssima na sua primeira onda e um aéreo reverse, também numa  finalização fortíssima, na sua segunda melhor onda, fez a diferença e venceu o atleta Português.

Que inicio de heat, Frederico Morais a deixar todos quantos o viam com pele de galinha. O Português começou o ultimo heat da ronda 2 com uma onda para a esquerda (de dois bons metros) atacando o lip de uma forma impressionante fazendo um leque visível a "mais de 1 km de distância", obtendo uma nota boa de 7,50 pontos em 10 possíveis. Dois minutos depois encontra uma esquerda do set e explora-a totalmente por dentro, um tubo profundo, colocando toda a praia de pé a aplaudir. 7,87 pontos em 10 possíveis.

Que inicio de heat incrível do atleta Português, foi entusiasmante ver o momentum Frederico. Adivinhava-se uma vitória e passagem à terceira ronda, resultado muito importante para Frederico visto este encontrar-se no 22º posto o ranking mundial.

Do outro lado estava o Brasileiro de 22 anos de idade, Yago Dora e mal Frederico tinha terminado a sua primeira onda, Yago apanhava uma esquerda longa e vertical e após diversas manobras de rail harmoniosas com a onda, Dora parte para uma finalização brilhante, efetua um botom pronunciado atacando o lip oco e sólido e faz uma finalização fortíssima na parte mais critica. Resultado, 8 pontos em 10 possíveis. Na sua segunda onda a contar para as contas finais, Yago foi ainda mais longe e finaliza-a com sucesso com um aéreo reverse de elevada dificuldade de execução.

Frederico Morais ainda respondeu com uma onda que levantou a dúvida quando ao desfecho final do heat, mas os juízes deram apenas 7,70 ao português, deixando-o muito perto de operar a reviravolta.

Apesar de ter feito um dos melhores scores da temporada (15,57 pontos) – suficiente para ter vencido todos os outros heats da ronda realizados durante o dia de hoje -, Kikas acabou eliminado de forma inglória. Um resultado que deixa ainda mais em aberto o futuro do surfista português entre a elite mundial. Para já, Frederico continua de forma provisória no 22.º posto do ranking, mas há alguns adversários que o poderão ainda ultrapassar caso avancem mais rondas na prova francesa.

Esta foi a terceira vez na temporada 2018 que Frederico Morais terminou no 25.º posto, depois da etapa de Margaret River (Austrália), que só viria a terminar em Uluwatu, na Indonésia, e do Surf Ranch Pro, na piscina de ondas localizada em Lemoore.

A apenas duas etapas (Portugal e Havai) do final do World Tour 2018, o futuro de Kikas continua em jogo e os próximos campeonatos afiguram-se decisivos para as contas finais. De França o tour segue para Portugal, onde no próximo dia 16 de outubro, terça-feira, começa o período de espera do MEO Rip Curl Pro Portugal, em Peniche. Um evento onde Frederico Morais precisa mais do que nunca de um resultado forte para garantir a continuidade entre a elite mundial.

  

 

Perfil em destaque

Scroll To Top