ActivoBank
Gabriel Medina não teve mãos a medir para segurar os troféus que arrrecadou na gala da WSL Imagem:woohoo Gabriel Medina não teve mãos a medir para segurar os troféus que arrrecadou na gala da WSL Imagem:woohoo

Itens relacionados

terça, 02 abril 2019 17:03

GABRIEL MEDINA E CARISSA MOORE LEVAM PARA CASA O MAIOR NÚMERO DE TROFÉUS ATRIBUIDO NA GALA DA WSL

A gala premeia os surfistas que mais se destacaram na passada época competitiva, em ambos os circuitos masculino e feminino.

A noite de gala da World Surf League (WSL), que marca a cerimónia de abertura do ano competitivo, teve lugar este Domingo em Gold Coast, Austrália, e viu o bi-campeão mundial de surf, Gabriel Medina, arrecadar quatro troféus seguido pela surfista havaiana Carissa Moore que levou para casa tres troféus.

Além do troféu de bi-campeão mundial, Gabriel Medina ganhou mais três prémios; o troféu de melhor heat do ano, melhor onda do ano e surfista mais popular, a mais recente “competição” da WSL, onde os fãns do desporto podem votar nos seus surfistas favoritos.

Mas, Gabriel Medina não foi o único brasileiro a ser premiado. Filipe Toledo levou para casa o prémio de melhor manobra, um aéreo que lhe valeu uma pontuação de 10 pontos, a nota máxima, durante o Oi Rio Pro, onde Toledo surfou em casa.

 Já Carissa Moore foi a surfista feminina que arrecadou mais prémios, vencendo os troféus de melhor heat do ano, melhor manobra e melhor onda surfada no circuito feminino na época competitiva de 2018.

Stephanie Gilmore recebeu o troféu de campeã mundial, o sétimo titulo mundial da surfista australiana, igualando a ex-atleta do CT Layne Beachley.

A gala condecorou também a havaiana Keala Kennelly e o sul-africano Grant ‘Twiggy’ Baker que receberam os troféus de campeões mundiais do circuito de ondas grandes.

Podes ver a transmissão das premiações disponibilizada pela WSL aqui.

 

 

Perfil em destaque

Scroll To Top