Itens relacionados

terça, 11 junho 2019 10:20

POSTO DE SALVA VIDAS CONSTRUÍDO COM RESTOS DE MATERIAIS DE FÁBRICA DE PRANCHAS DE SURF

A comunidade do surf está cada vez mais ciente do impato da indústria no ambiente e conservação dos oceanos...

 

Têm sido diversas as iniciativas de sensibilização para o impacto do plástico no ambiente lançadas pela indústria do surf.

Após a criação de sacos reutilizáveis feitos de Plástico, desenvolvidos pelos atuais campeões mundiais Gabriel Medina e Stephanie Gilmore, e a criação da “La Casa” pop-up, uma casa feita de 1,5 toneladas de plástico reciclado, durante o Corona Bali Protected, a terceira etapa do Championship Tour, a Channel Islands Surfboards anuncia agora a criação de um posto de salva vidas feito com restos dos materiais da fábrica, nos Estados Unidos.

O anuncio foi feito na página oficial de instagram da marca explicando o processo de criação do mesmo.

 

"No Dia Mundial dos Oceanos, hoje celebramos e honramos o oceano que nos conecta a todos. Hoje, fizemo-lo com o IC @a_gray, ajudando a construir uma torre de salva-vidas feita com 100% de resíduos de plástico e desperdício de blocos de foam da nossa fábrica. Com o ByBlocks, feito pela @_byfusion_, podemos usar 100% dos resíduos de plástico e moldá-los num material do tipo cinderblock que não racha ou parte como os blocos de cimento - e tem isolamento térmico e acústico superior. Nós adoramos a ideia de não ter de usar produtos químicos ou calor para partir e “reciclar” plástico descartável." - podemos ler na página de instagram da marca.

 

Este é mais um exemplo de como a indústria do surf pode contribuir para um mundo mais sustentável consciencializando e alertando o público para a importância de minimizar o uso de  plásticos descartáveis.

 

 


Perfil em destaque

Scroll To Top