quinta, 26 dezembro 2019 08:41

JAPÃO IRÁ TER PISCINA DE ONDAS EM SHIZUNAMI 

Antes do inicio dos Jogos Olímpicos em 2020...

O Japão é conhecido pelo seu avanço tecnológico, pelo que quando o anuncio de que o país não iria ter a opção de realizar a competição de surf numa piscina de ondas durante a estreia do surf nos Jogos Olímpicos de Tóquio em 2020 deixou muitas pessoas surpresas com a decisão. Afinal, o país não é apenas conhecido pelo seu avanço tecnológico, mas confessemos que a qualidade de ondas não está na lista das coisas pelo qual o país é conhecido mundialmente.

Contudo, o anuncio da criação de uma piscina de ondas da American Wave Machines com o Surf Stadium Japan (SSJ) em Shizunami vem dar uma nova visão do futuro do surf no Japão.

Segundo um comunicado oficial, o projeto está já em andamento e espera-se que fique concluído em Junho do próximo ano, poucos meses antes da estreia olímpica do surf no país . O local do projeto não fica longe de Makinohara, na província de Shizuoka, que foi escolhida para sediar instalações de treino para a equipa dos EUA e outras equipas de surf.

A SSJ selecionou a tecnologia PerfectSwell, a mesma da piscina de ondas de Waco, no Texas, para facilitar o treino competitivo e promover uma comunidade de surf em rápida expansão.

 

Foto: Surf Stadium Japan

“Este projeto é a realização de uma visão que estava em construção há 4 anos. O nosso objetivo sempre foi contribuir para a cultura profunda e vibrante do surf em Makinohara ”, disse Tooshihiko Adachi, CEO da SSJ. "Com o nosso projeto, poderemos expandir a comunidade de surf, oferecendo surf recreativo e, ao mesmo tempo, contribuir para o desenvolvimento do atleta".

"No futuro próximo, as piscinas de ondas serão uma parte essencial do treino ideal com repetidas ondas feitas sob encomenda", disse Kimifumi Imoto, diretor da Nippon Surfing Association. “O PerfectSwell Surf Stadium Japan oferecerá às equipas internacionais de surf a oportunidade de treinar num ambiente que imita de perto as condições do mar com ondas e frequência semelhantes às encontradas no oceano”.

“Estamos bem cientes do nível de esforço para ter o surf aprovado para as Olimpíadas de 2020. Tiremos o chapéu para a International Surfing Association por esta conquista extraordinária. ”Disse Bruce McFarland, CEO da AWM. “O surf estará no cenário mundial no Japão. A AWM está extremamente honrada em trabalhar com os visionários da SSJ e em participar no crescimento da comunidade local e global de surf. ”


Perfil em destaque

Scroll To Top