Foto: sputniknews Foto: sputniknews

Itens relacionados

sexta-feira, 17 janeiro 2020 15:25

FISSURAS DESCOBERTAS EM GLACIAR NA ANTÁRTIDA PODERÃO SUBMERGIR VÁRIAS CIDADES MUNDIAIS

Como Londres e Nova Iorque...

Que as alterações climáticas estão a levar ao degelo na Antártida já não é algo novo, mas a descoberta de várias fissuras no glaciar de Pine Island vem agora trazer à luz aquela que poderá vir a ser uma catástrofe tal que levará a uma subida de mais de 3 metros dos níveis do mar.

Tal subida poderá ameaçar submergir cidades como Londres, Nova Iorque, Lagos e Calcutá, se o glaciar cair e derreter.

A descoberta de fissuras com dezenas de quilómetros de extensão no glaciar foi feita pela geóloga Joanne Johnson.

 

 

O glaciar de Pine Island     Foto: European Space Agency

 

A geóloga foi a primeira pessoa em 50 anos a visitar a área, que é mais vulnerável às mudanças climáticas, e que pode estar prestes a entrar no mar, segundo uma entrevista dada à Sky News.

A descoberta deixou a Dr. Johnson incrédula ao vê-lo com os seus próprios olhos, algo que não tinha ainda contemplado.

O glaciar de Pine Island move-se cerca de 4.000 metros por ano, levando gelo da cúpula alta da camada de gelo da Antártida Ocidental até o mar.

Faz parte de um complexo de glaciares enormes na área, incluindo Thwaites, que é do tamanho da Grã-Bretanha e está atualmente a ser estudado por uma colaboração internacional de cientistas.

Nos último 25 anos a Antártida perdeu três triliões de gelo, tendo metade sido perdido nos últimos 5, pelo que o impacto que este cenário poderá trazer será devastador não só para os humanos como também para os animais que dependem do gelo do continente para a sua sobrevivência.


Perfil em destaque

Scroll To Top