quarta-feira, 11 março 2020 15:50

WSL ALTERA REGRAS DE INTERFERÊNCIA

Esta temporada do CT...


 
Em Dezembro do ano passado, Gabriel Medina fez uma jogada estratégica durante o Billabong Pipe Masters, a última etapa do Championship Tour (CT), que causou bastante controvérsia.
 
A 60 segundos do final do heat, Caio Ibelli, que tinha a prioridade, remou numa esquerda, mas para grande choque dos espectadores Gabriel Medina remou para a mesma onda, impedindo Caio de a surfar ao causar uma interferência.
 
 
Foto: Matt King
 
 
O passo de Gabriel Medina deixou quem assistia sem palavras, mas o bi-campeão mundial brasileiro acabou por demonstrar que a sua interferência foi uma das maiores tácticas competitivas já assistidas no Tour, uma vez que Medina sabia que ao fazê-lo impedia Caio Ibelli de pontuar mantendo assim a sua vitória.
 
Para impedir que situações semelhantes voltem a acontecer, a World Surf League (WSL) decidiu alterar as regras de interferência esta temporada do CT.
 
 
 
 
Assim sendo, a partir de agora, um atleta que faça uma interferência durante os 5 minutos finais do seu heat verá a sua melhor onda descontada, em oposição à segunda melhor onda como acontecia até aqui. Mas as mudanças da WSL não ficam por aqui. Caso os juízes considerem que a interferência tenha sido intencional o atleta poderá ainda ser desqualificado do evento.
 
Se houvesse atletas a pensar repetir a táctica competitiva de Medina, as alterações da WSL vêm deixá-la por terra.

Perfil em destaque

Scroll To Top