CARISSA MOORE: O CAMINHO PARA O TOPO Red Bull

Itens relacionados

sexta, 04 abril 2014 12:05

CARISSA MOORE: O CAMINHO PARA O TOPO

A história da bicampeã mundial, contada pela própria


Carissa Moore foi a mais jovem campeã do mundo de surf da história, ao vencer o título com apenas 18 anos. Ganhar o segundo título revelou-se mais complicado.

Tudo começou quando Carissa tinha quatro anos. O pai, Chris, empurrava-a nas águas de Waikiki Beach, onde Carissa começou a ganhar o gosto pelo mar. Rapidamente o surf se tornou numa pedra basilar da vida de Carissa, especialmente após o divórcio dos pais, quando tinha apenas 10 anos. "Acabei por só surfar quando estava com o meu pai", disse. O surf tornava-se assim mais do que um simples hobby, pelos sentimentos que Carissa associava a esses momentos.


Chris Moore sempre foi parco em elogios para Carissa. "É por isso que sou tão exigente comigo. O meu pai tem um coração gigante, mas não é muito emotivo". Chris via o potencial da filha e motivava-a a ser melhor. Ele próprio era um competdor nato, um antigo 'ironman'. Sempre foram próximos, mas dentro de água a relação era diferente. Era ali que partilhavam pensamentos e sonhos, de uma forma intimista. "Ele é meu treinador, e diz-me coisas que mais ninguém me quer dizer - é por ele que eu me esforço tanto".


"Tinha 12 anos quando me virei para o meu pai e disse: 'Quero ser uma das melhores surfistas do mundo'. Desde muito nova aprendi a apreciar o tempo que passava na água. A trabalhar no duro. Gostava muito - trabalhar arduamente limpava-me a alma", disse Carissa.


Depressa a Red Bull avistou o talento de Carissa. "Perguntaram-me quais eram os meus sonhos. Os meus objetivos. Disseram que me queriam ajudar a concretizá-los."


"É incrível, antigamente os surfistas eram vistos como pessoas que se limitavam a estar na praia o dia todo. Hoje em dia são atletas. Toda a gente tem um nutricionista, um fisioterapeuta, treinadores e uma equipa de apoio. Honestamente acho que é um dos desportos mais subestimados do mundo. Não estamos a aprender numa rampa, como no skate ou no snowboard. Estamos numa onda, que é sempre diferente da anterior. Estamos a trabalhar com a Mãe Natureza."


Aos 17 anos Carissa enfrentava dificuldades no seu ano como rookie. Os primeiros resultados não foram os melhores, mas com a ajuda do pai conseguiu dar a volta e encontrar o foco para em 2011 se tornar a mais jovem campeã do mundo de sempre.


Em 2012, Carissa perdeu o foco, e foi preciso acabar em terceiro lugar no ranking e ver Stephanie Gilmore a levar o título, para despertar a chama da havaiana. A partir daí o seu treino mudou, elevou os patamares de exigência e acabou se tornar bicampeã mundial o ano passado, com a coroação a acontecer em Portugal.

Podes ler toda a inspiradora história desta grande campeã, aqui:carissa-moore/chapter1


Perfil em destaque

Scroll To Top