Itens relacionados

terça-feira, 21 julho 2020 10:10

MALDIVAS ABREM PORTAS AO TURISMO INTERNACIONAL

Sem obrigar a quarentena obrigatória...

 

Surfar nos destinos de surf mais icónicos do mundo é de momento cada vez mais complexo devido à atual pandemia de covid-19 que levou a restrições de fronteira e medidas de quarentena.

Contudo, há um local paradisíaco para os surfistas que está já a abrir as suas portas ao turismo - as Maldivas.

A nação tropical no Oceano Índico reabriu as suas portas ao turismo internacional no passado dia 15 de julho e, segundo um artigo da CNN Travel, os viajantes que visitarem o país não terão que entrar em quarentena obrigatória quando chegarem ao Aeroporto Internacional de Velana, na capital, Male, nem precisam apresentar provas de que testaram negativo para o coronavírus.

De início, os visitantes internacionais só serão permitidos nas ilhas de resorts e precisam reservar a estadia inteira num estabelecimento registrado.

A maioria das ilhas nas Maldivas, desenvolvida para o turismo, apresenta apenas um único resort. Se convidados ou funcionários entrarem em contato com alguém que tenha um resultado positivo para o Covid-19, em teoria serão facilmente rastreáveis, enquanto o potencial de propagação for reduzido ao mínimo.

Sonu Shivdasani, CEO e fundador da Soneva, que tem dois resorts nas Maldivas, disse que os hóspedes já estão a demonstrar vontade de voltar e que já têm mais reservas para um dos seus resorts no mês de Agosto do que no mesmo período do ano passado.

 

 

As Maldivas foram atingidas pelo impacto económico da pandemia numa altura em que o turismo estava a crescer no país.   Foto:perfectwavetravel

 

 

Em termos de saúde e segurança, o governo está a emitir "Licenças de Turismo Seguro" para credenciar instalações turísticas que cumpram a legislação e requisitos específicos de segurança, como ter um médico certificado de plantão e manter um "stock adequado" de equipamentos de proteção individual.

Alguns resorts estão ainda a implementar medidas adicionais para proteger hóspedes e funcionários.

As Maldivas registaram quase 2.000 casos confirmados e cinco mortes de Covid-19 até agora.

Como todos os países fortemente dependentes do turismo, foi duramente atingido pela crise. Segundo o Banco Mundial, o turismo responde direta e indiretamente por dois terços do PIB do país.

Num comunicado divulgado em maio, Ali Waheed, ministro do Turismo do país, descreveu o impacto da pandemia de coronavírus como "mais devastador que o tsunami de 2004 e a crise financeira global de 2008".

 

 

 

Perfil em destaque

Scroll To Top