quarta-feira, 07 outubro 2020 08:17

MIKEY WRIGHT E ISABELLA NICHOLS VENCEM O BOOST MOBILE PRO

O penúltimo evento do Grand Slam da Austrália...

Mikey Wright e Isabella Nichols conquistaram vitórias épicas no Boost Mobile Pro Gold Coast em South Stradbroke Island, Austrália.

A dupla teve que superar alguns dos melhores surfistas australianos em ondas de 1,5 a 2 metros para reivindicar a vitória no segundo evento do Grand Slam of Surfing da Austrália.

Com esta vitória incrível em condições desafiadoras em South Stradbroke Island, Mikey Wright mostrou que está de regresso após 18 meses afastado devido a lesões.

Wright mostrou a razão pela qual é visto como um dos melhores surfistas do planeta ao surfar tubos profundos com a sua marca registrada arrecadando a sua primeira vitória num evento em mais de dois anos. Wright venceu o wildcard local, Liam O’Brien, com uma exibição dominante na final, vencendo com a maior pontuação do evento numa única onda, um 9,83 (em 10 possíveis). Wright agora está empatado com Ethan Ewing na liderança do ranking do Grand Slam of Surfing da Austrália.

 

“É ótimo conseguir a vitória e eu tive ótimos heats e ondas neste evento - estas ondas pesadas realmente combinam comigo”, disse Wright. “Conseguir aquele tubo no início da final foi bom. Estou feliz por voltar a competir e ter um bom desempenho. ”

 

 

Mikey Wright Credito: WSL / Cestari

 

 

2019 foi um ano marcante para Isabella Nichols, que assegurou uma vaga no Championship Tour (CT) para a temporada 2020. Com a tour a ser cancelada, Nichols ficou desapontada com a eliminação no primeiro round no Tweed Coast Pro no mês passado e prometeu ser uma forte candidata ao título de campeã do Boost Mobile Pro Gold Coast, e foi exatamente o que fez, dominando cada heat ao longo dos dois dias do evento.

Na final, Nichols enfrentou Sophie McCulloch e assumiu o controlo do heat desde o início, enquanto McCulloch lutava para encontrar o ritmo. Com esta vitória e a eliminação de Tyler Wright no início da ronda 1 ontem, Nichols assume agora a liderança do Grand Slam da Austrália a um evento do fim, o Margaret River Pro.

“É uma loucura ganhar este evento e agora levar a licra de líder para Margaret River - estou nas nuvens”, disse Nichols. “Eu realmente gosto deste tipo de ondas, embora tenha sofrido muitos wipe-outs ao longo deste evento, mas é ótimo ter conquistado a vitória. Tive um início muito nervoso no evento Tweed Coast e estava ansiosa para compensar isso aqui - ganhar é uma sensação incrível. Estou ansiosa para Margaret River, mal posso esperar. ”

 

 

Isabella Nichols Credito: WSL / Cestari

 

 

O wildcard local Liam O’Brien esteve ao rubro durante todo o evento conquistando algumas das maiores pontuações no primeiro dia da competição.

“Eu nem pensei que iria competir neste evento, então acabar na final é bastante surreal”, disse O’Brien. “Teria sido bom chegar à vitória, mas Mikey mereceu, ele realmente dominou o heat, por isso tiro-lhe o chapéu. ”

A wildcard Sophie McCulloch parecia destinada a terminar na Final, comprometendo-se com o seu surf forte e intimidante em cada heat que competiu.

“Estou um pouco decepcionada com a final porque não consegui encontrar nenhuma onda”, disse McCulloch. “Estou muito feliz por ter surfado o último heat do evento com uma das minhas melhores amigas, a Isabella - foi ótimo. Estou definitivamente orgulhosa do meu desempenho nos últimos dias - especialmente num campo que tem 8 das 17 melhores surfistas do mundo - havia muito talento em exibição. Foi muito intimidante lá fora e eu definitivamente estava fora da minha zona de conforto, por isso estou feliz por ter encontrado algumas ondas. ”

 

 

Liam O'Brien Credito: WSL / Cestari

 

 

O heat de abertura da manhã viu o relógio voltar atrás com o heat heritage a colocar em competição cinco dos nomes mais icónicos e famosos do surf. O campeão mundial de 1999 Mark ‘Occy’ Occhilupo enfrentou Bede Durbidge, Dean Morrison, Brendan Margieson e Kieren Perrow num heat de 30 minutos onde todos os competidores mostraram que ainda têm muito surf para dar. No final, foi o icónico free-surfer Brendan ‘Margo’ Margieson quem conquistou a vitória com um incrível tubo.

 

“Tive apenas uma grande vitória na minha carreira e foi em 1996 em Nias, então é uma sensação incrível”, disse Margieson. “Foi uma honra ser convocado para este evento e poder surfar com alguns dos meus grandes amigos e surfistas favoritos - especialmente neste tipo de surf. Sinto que tive sorte de conseguir aquele tubo, porque todos aqueles surfista ainda têm muito talento - estou muito feliz por ter tido esta oportunidade. ”

 

 

Brendan 'Margo' Margieson Credito: WSL / Cestari

 

 

Resultados da final masculina do Boost Mobile Pro Gold Coast:

HEAT 1: Mikey Wright (AUS) 15.83 DEF. Liam O'Brien (AUS) 9.40

 

Resultados da final feminina do Boost Mobile Pro Gold Coast:

HEAT 1: Isabella Nichols (AUS) 11.07 DEF. Sophie McCulloch (AUS) 4.00

 

Resultados da semifinal masculina do Boost Mobile Pro Gold Coast:

HEAT 1: Liam O'Brien (AUS) 11.56 DEF. Jack Robinson (AUS) 10.10

HEAT 2: Mikey Wright (AUS) 13.83 DEF. Wade Carmichael (AUS) 12.34

 

 

Resultados da semifinal feminina do Boost Mobile Pro Gold Coast:

HEAT 1: Sophie McCulloch (AUS) 9.93 DEF. Macy Callaghan (AUS) 9.83

HEAT 2: Isabella Nichols (AUS) 10.90 DEF. Nikki Van Dijk (AUS) 10.56

 

Resultados dos quartos de final masculinos do Boost Mobile Pro Gold Coast:

HEAT 3: Wade Carmichael (AUS) 8.66 DEF. Ethan Ewing (AUS) 8.33

HEAT 4: Mikey Wright (AUS) 12.84 DEF. Connor O'Leary (AUS) 8.17

 

 

Resultados dos restantes quartos de final masculinos do Boost Mobile Pro Gold Coast:

HEAT 1: Liam O'Brien (AUS) 11.56 DEF. Jack Robinson (AUS) 10.10

HEAT 2: Mikey Wright (AUS) 13.83 DEF. Wade Carmichael (AUS) 12.34

 

Resultados do Heritage Super Heat do Boost Mobile Pro Gold Coast:

HEAT 1: Brendan Margieson (AUS) 11.63 DEF. Dean Morrison (AUS) 8.33, Bede Durbidge (AUS) 6.60, Kieren Perrow (AUS) 6.57, Mark Occhilupo (AUS) 2.50


Perfil em destaque

Scroll To Top