Foto: Shutterstock Foto: Shutterstock
quinta-feira, 29 outubro 2020 10:57

229.000 TONELADAS DE PLÁSTICO VAZAM PARA O MAR MEDITERRÂNEO ANUALMENTE

Segundo um novo relatório da IUCN...

Um novo relatório da União Internacional para a Conservação da Natureza (IUCN) publicado no site da organização esta semana relata que cerca de 229.000 toneladas de plástico vazam para o Mar Mediterrâneo anualmente, o equivalente a mais de 500 contentores por dia. Se medidas significativas não forem tomadas para lidar com os resíduos mal geridos, a principal fonte de vazamento, este número poderá duplicar até 2040.

O relatório Mare Plasticum: O Mediterrâneo, descobriu que os microplásticos resultantes de resíduos mal geridos representam 94% do vazamento total de plástico e estima que mais de um milhão de toneladas de plástico se acumularam no Mar Mediterrâneo.

De acordo com o relatório, o Egito, a Itália e a Turquia são os países com as maiores taxas de vazamento de plástico no Mediterrâneo, 74.000, 34.000 e 24.000 toneladas, respetivamente. Entretanto, per capita, Montenegro contribui com 8 kg por pessoa, por ano, enquanto a Albânia, Bósnia e Herzegovina e Macedónia do Norte contribuem com uma estimativa de 3 kg por pessoa, por ano, cada, sendo os países com os níveis mais altos de vazamento.

 

“A poluição por plástico pode causar danos a longo prazo aos ecossistemas terrestres e marinhos e à biodiversidade. Os animais marinhos podem ficar presos ou engolir resíduos de plástico e, em última análise, acabam por morrer de exaustão e fome. Além disso, os resíduos de plástico libertam substâncias químicas no meio ambiente, que podem ser prejudiciais aos ecossistemas e à saúde humana, especialmente num mar semifechado como o Mediterrâneo. Como este relatório deixa claro, as medidas atuais e planeadas não são suficientes para reduzir o vazamento de plástico e evitar estes impactos”- disse Minna Epps, Diretor do Programa Global Marinho e Polar da IUCN.

Perfil em destaque

Scroll To Top