Foto: monsterenergy Foto: monsterenergy

Itens relacionados

segunda-feira, 11 janeiro 2021 09:20

“EU LARGO A MINHA PRANCHA ASSIM QUE SEI QUE VOU LEVAR COM A ONDA NA CABEÇA”

Nic Von Rupp, sobre fazer duck dive” bico de pato” ou largar a prancha...

Ao entrar no mar todos os surfistas têm o mesmo objetivo inicial, chegar ao outside com facilidade e evitar levar com uma onda em cima.

Nas sessões de inverno quando as condições do mar estão mais pesadas, por vezes é comum termos de tomar uma decisão em segundos ao vermos que a possibilidade de sermos atingidos por uma onda é grande. É aqui que somos confrontados com a questão: “fazer duck dive” bico de pato” ou largar a prancha?

Nic Von Rupp é um dos surfistas nacionais que conhece este dilema como ninguém.

O surfista da Praia Grande está bem familiarizado com as condições pesadas, e sobre esta questão o big rider deu a sua opinião à Inertia ao dizer:

"Eu largo a minha prancha assim que sei que vou levar com a onda na minha cabeça. Independentemente de ter de 1,5 a 1,8 metros ou 20 a 30, se vais levar uma tareia, podes muito bem deixar a tua prancha ir. A pior parte disso é partires o leash, então se eu dou por mim a considerar levar o leash mais grosso, levo-o para saber que não vai partir. Se vires que não vais conseguir atravessar a parede limpa, definitivamente deves deixar a prancha ir. Tem uma conotação má, mas geralmente é uma boa decisão, eu faço isso a toda a hora. Deixas a prancha ir e mergulhas o mais fundo que puderes e chegas do outro lado. É assim que não levas uma tareia. Leva um leash grosso e mergulha fundo. ”

Eticamente, largar a prancha não é uma atitude correta.

Havendo outros surfistas ao redor, largar a prancha poderá colocá-los em perigo uma vez que a prancha os poderá atingir e causar ferimentos.

De certo Nic Von Rupp tem esta realidade em consideração quando opta por largar a prancha e também tu deves ter.

No entanto, nem mesmo quando não há outros surfistas por perto esta é a melhor opção, segundo  Nathan Florence.

O surfista havaiano conhece muito bem a famosa onda de Pipeline e refere que, particularmente aqui, largar a prancha não é a melhor decisão.

Para além do risco para os outros surfistas “podes ser empurrado para o fundo e tua prancha começar a levar tombos enquanto tu ainda estás lá em baixo a levar pancada.”

Ambos os surfistas referem que em alguns cenários largar a prancha é justificado, mas a tua segurança e a dos outros deve estar sempre na tua mente quando estás dentro de água, pelo que sempre que optares largar a prancha certifica-te que não irás colocar outros surfistas em perigo.

Perfil em destaque

Scroll To Top