terça-feira, 22 junho 2021 07:51

Concha Balsemão voltou a competir num importante QS na Asutrália

Surfista foi eliminada na ronda 2....

 

O Oakeberry Tweed Coast Pro, etapa da Qualifying Series masculina e feminina com estatuto de 5.000 pontos arrancou ontem na Austrália

O primeiro dia de competição recebeu ondas a rondar meio metro a um metro em Cabarita Beach. Com 5000 pontos em oferta, o evento atraiu alguns dos melhores surfistas da Austrália e da Nova Zelândia, sendo que decidirá os representantes da região na WSL Challenger Series 2021 que acontecerá ainda este ano.

O evento conta alguns nomes sonantes como os ex-atletas do Championship Tour (CT), Soli Bailey, Mitch Crews, e os surfistas Reef Heazlewood e Jacob Willcox, que competiram em duas etapas da perna australiana do CT esta temporada como atleta substituto e como wildcard, respetivamente, entre outros atletas masculinos.

 

 

 

 

 

 

Concha Balsemão foi a única surfista portuguêsa a competir no evento

Concha Balsemão, que atualmente vive na Gold Coast, Austrália, foi a única surfista portuguesa a competir nesta etapa da Qualifying Series, que com o novo formato da World Surf League divide-se em diferentes tours regionais.

A surfista competiu na Austrália ao lado de surfistas de peso, entre elas a atleta do CT, Macy Callaghan e Kobie Enright, wildcard na etapa de Bells Beach em 2019, entre outras, e viu a jovem surfista Sierra Kerr, filha do ex-atleta do CT, Josh Kerr, fazer a sua estreia no QS.

 

 

 

Surfista lusa foi eliminada na Ronda 2 do evento

Concha Balsemão iniciou a competição no 4º heat da ronda 1 onde competiu com Sierra Kerr e Tiana-Breeze De Mooij. A surfista portuguesa começou bem e assegurou a sua passagem à ronda seguinte ao superar a australiana Tiana-Breeze De Mooij com um total combinado de 6.80 pontos (em 20 possíveis) atrás de Sierra Kerr que liderou o heat com 16.34 pontos.

Já na ronda 2 a surfista competiu no 8º e último heat com as australianas Tru Starling, Raya Campbell e Gia Lorentson. As suas duas melhores ondas, pontuadas com 3.27 e 3.13 pontos (em 10 possíveis) não foram suficientes para a manter na competição e acabou por ser eliminada em 4º lugar.

Este resultado não conta para o ranking local, pelo que esta é mais uma etapa do QS na Austrália onde a surfista ganhou uma boa bagagem, isto após ter ficado em 9º lugar no Great Lakes Pro em fevereiro.

 

 

 

Perfil em destaque

Scroll To Top