Carissa Moore e Gabriel Medina no Rip Curl WSL Finals Carissa Moore e Gabriel Medina no Rip Curl WSL Finals WSL/ Pat Nolan
terça-feira, 21 setembro 2021 13:57

O Rip Curl WSL Finals foi o evento mais visto na história da WSL

Evento teve 6.8 milhões de live streams.

A indústria do surf está a crescer e o desporto está a ganhar cada vez mais visibilidade. Uma prova disso foi a sua inserção, este ano, como modalidade olímpica pela primeira vez. Outra prova é o tamanho recorde da audiência do Rip Curl WSL Finals, que ocorreu a 14 de Setembro e viu as vitórias de Carissa Moore e Gabriel Medina.

Este evento, cujo novo formato ditou que os cinco homens e cinco mulheres no topo do ranking disputassem o título nacional, teve a maior audiência de sempre na história da WSL: 6.8 milhões de live streams – mais de o dobro da final em Pipeline em 2019.

Para compreender estes números, há que ter em conta que, em 2021, a WSL começou a fazer streams dos seus eventos no Youtube pela primeira vez, e que a pandemia resultou num aumento de visualizações de livestreams de um modo geral. Mas Erik Logan, CEO da WSL, atribui estes números também à novidade do formato, que “atraiu o público e fomentou o consumo de uma forma nunca antes vista”.

O facto é que o interesse no surf não pára de crescer, e, tendo em conta que 2022 será um ano com ainda mais mudanças na WSL, pode ser que esse interesse pela novidade venha a crescer ainda mais. Para já, resta-nos esperar para ver.

Perfil em destaque

Scroll To Top