quinta-feira, 23 setembro 2021 08:08

Superheats revelam quem passou à fase seguinte da competição no US Open

a primeira etapa da Challenger Series...
 
 

O US Open of Surfing Huntington Beach, a etapa de abertura da Challenger Series (CS), realizou ontem os heats restantes da Ronda 1 feminina e oitos dos dezasseis heats da Ronda 2 masculina num dia com vento e ondas a rondar um metro. 

 
 
Ezekiel Lau vence superheat na Ronda 2
 
Alguns dias massivos para Ezekiel Lau (HAW) culminaram numa vitória decisiva no superheat  da Ronda 2 sobre Conner Coffin (EUA), o atleta olímpico da equipa dos EUA Kolohe Andino (EUA) e o destaque de África do Sul, Adin Masencamp. O surfista havaiano conquistou o título de ‘The Ultimate Surfer’ no final da temporada do programa da ABC na terça-feira passada, 21 de setembro, antes do heat de ontem. O ex-atleta do Championship Tour (CT) está à procura de se juntar aos melhores do mundo por todos os meios necessários.
 
 
 
A declaração de  Ezekiel Lau:

“É ótimo (vencer o Ultimate Surfer) e foi uma experiência incrível. Foi algo fora da caixa para mim, mas agora olho para trás e foi incrível,  não só porque ganhei, mas por toda a experiência. Aprendi muito sobre mim mesmo e estou aqui a tentar utilizar tudo o que aprendi. Quero qualificar-me de qualquer maneira que puder e vim para ganhar a Challenger Series, esse é o meu plano.”
 
 
 
Jake Marshall fez o melhor total combinado da Ronda 2
 
Jake Marshall (EUA) fez uma performance magistral na Ronda 2 contra a dupla australiana Callum Robinson, que também avançou para a fase seguinte, e Dylan Moffat ao lado do veterano do QS Carlos Munoz (CRI). O backside devastador do competidor de Encinitas, Califórnia, rendeu-lhe um total de 14.10 (em 20 pontos possíveis), o maior total combinado da Ronda 2.
 
 
 
A declaração de Jake Marshall:

“Definitivamente, é bom obter uma vitória quando o mar está assim difícil. Eu não esperava que (a onda) fosse boa e foi bom receber logo aquele 7 para ajudar a aumentar a minha confiança.”
 
 
 
Jake Marshall. Foto: WSL / Morris
 
 
 
 
Shun Murakami vence o Heat 1 da Ronda 2 e segue em frente ao lado de Vasco Ribeiro
 
A performance brilhante de Shun Murakami (JPN), vencedor do Corona Open China em 2020, empurrou-o para a Ronda 3 - ajudando a eliminar Jack Robinson (AUS) e o veterano Michel Bourez (FRA), enquanto Vasco Ribeiro também assegurou a passagem à Ronda 3 ao ficar em segundo lugar neste que foi o primeiro heat da Ronda 2 mascuina. O surfista de Yugawara, Japão, estava no Top 10 do QS antes dos eventos entrarem em pausa, mas mostrou que o seu ataque de frontside e backside não perdeu nada da sua potência garantindo uns impressionantes 7,67 pontos ( em 10 possíveis) na sua primeira onda. 
 
 
 
A declaração de Shun Murakami:

“A minha primeira onda foi boa, foi um bom heat para mim”. Eu realmente quero-me classificar e há mais três eventos depois deste, então eu sei que preciso de me manter focado. Eu tenho trabalhado muito e aquele heat mostrou-me que eu consigo, então eu só espero continuar. ”
 
Também a continuar a sua ascensão neste evento com vitórias nos seus heats estiveram o taitiano, Mihimana Braye com outra grande exibição, o guerreiro do QS, Nolan Rapoza, que derrubou três brasileiros talentosos, Lucca Mesinas (PER) que continua a mostrar as suas performances impecáveis e Billy Stairmand (NZL) que venceu o último heat da ronda masculina realizado ontem (o Heat 8).
 
 
  
Shun Murakami. Foto: WSL / Morris
 
 

As atletas femininas que asseguraram a sua passagem à Ronda 2 
 
 
As mulheres começaram a ação do segundo dia e Courtney Conlogue (EUA), que já conquistou dois títulos de campeã do US Open, fez o seu tão esperado regresso à arena do lineup de forma sólida, apesar das condições difíceis durante a maré alta. O conhecimento local pagou dividendos no final com a sua vitória, depois de voltar de uma lesão no tornozelo sofrida no México.
 
 
  
Courtney Conlogue. Foto: WSL / Morris
 

Bettylou Sakura Johnson (HAW), de 15 anos, também fez a sua estreia no US Open valer a pena a espera e ajudou a eliminar a ameaça do QS da Austrália, Sophie McCullough, com a veterana do QS Philippa Anderson (AUS), que também avançou para a ronda seguinte.


 
Shino Matsuda. Foto: WSL / Morris
 

A competidora japonesa Shino Matsuda já tem duas vitórias no QS e agora espera uma grande vitória na Challenger Series em Huntington Beach, já que lidou com as difíceis condições de forma graciosa. A competidora de Shonan, no Japão, obteve uma pontuação de 7,33 e ultrapassou a ex-atleta do CT Brisa Hennessy (CRI), que também avançou para a Ronda 2, mantendo a liderança até à buzina final.

 
 
Brisa Hennessy. Foto: WSl / Morris
 

Também a avançar para a Ronda 2, India Robinson (AUS) e Alyssa Spencer (EUA) brilharam ao conquistar as suas vitórias ontem.
 
À hora de edição deste artigo o evento está em standy e tem uma nova chamada às 15:30 para um possível início às 16:05 para retomar a Ronda 2 masculina com a Ronda 2 feminina em standby.
 
 

Itens relacionados

Perfil em destaque

Scroll To Top