Francisco Almeida Francisco Almeida WSL / Masurel terça-feira, 02 novembro 2021 18:25

Heats renhidos e bons resultados para os portugueses no 2º dia do Azores Airlines Pro

Francisco Almeida destaca-se na ronda de 64.

O segundo dia de prova do Azores Airlines Pro retomou a ronda de 96 masculina, que ontem avançou até ao heat 4. O primeiro heat do dia viu Halley Batista, surfista brasileiro residente em Portugal, a passar em segundo lugar, atrás do francês Pierre Lamothe.

Fim da tarde no Azores Airlines Pro

 

Joaquim Chaves e Guilherme Ribeiro brilham na ronda de 96

Foi no heat 7 da ronda de 96 que Joaquim Chaves brilhou, garantindo a vitória logo na primeira onda, pontuada em 7.67 pontos em 10 possíveis. Com a sua segunda melhor onda a valer 5.67, somou um total de 13.34 (em 20 possíveis) e avançou assim para a próxima ronda com uma performance louvável.

Guilherme Ribeiro e José Champalimaud  entraram no heat 11, contra os franceses Mathis Crozon e Luan Nogues. Guilherme Ribeiro destacou-se, com uma onda de 7.83 e outra de 5.90. O atleta venceu o seu heat com um score total de 13.73, umas décimas acima dos 13.34 pontos com que Joaquim Chaves vencera alguns heats antes. Crozon ficou em segundo lugar com um score total de 11.93, deixando para trás Luan Nogues e José Champalimaud.

 

 

 

 

Lutas acirradas na ronda de 64

As expectativas subiram com o início da ronda de 64, e com elas também subiu a competitividade. Guilherme Fonseca entrou no primeiro heat, contra Kauli Vaast, Paul Cesar Distinguin e Luis Diaz. Diaz venceu o heat com uma onda de 7.50 e outra de 5.50, somando um total de 13 pontos. Foi um heat renhido, com os atletas nos primeiros três lugares a ficar com apenas décimas de diferença entre si. Guilherme Fonseca lutou até ao fim e conseguiu agarrar o segundo lugar com a sua última onda, um 6.67. O português terminou o heat com um total de 12.74, e Distinguin, no terceiro lugar, somou 12.57 pontos.

Pedro Henrique também passou em segundo no seu heat contra Vicente Romero, Ian Fontaine e Thomas Debierre. Debierre venceu sem deixar sombra de dúvidas, tendo feito a melhor onda do dia (9.50 pontos) e o melhor score total do dia (17.33). Foi um heat de boas ondas de um modo geral – note-se também a onda de 8.07 pontos do espanhol Vicente Romero – mas foi Pedro Henrique quem conseguiu avançar para a próxima ronda, com um total de 13.40

 

Guilherme Fonseca. Foto: WSL/Masurel

 

Heat de excelência para Francisco Almeida

Francisco Almeida entrou no heat seguinte, e apesar de também ter passado em segundo lugar, importa dar conta da sua excelente performance. O jovem atleta enfrentou o francês Timothee Bisso que entrou em força e venceu com uma onda de 8.40 e outra de 5.23, somando um total de 13.63. Francisco Almeida estava à altura do desafio, tendo começado o heat com uma onda de 8.33. Com um total de  13 pontos, Francisco garantiu a sua presença em mais uma ronda, deixando para trás os alemães Leon Glatzer e Marlon Lipke.

O dia terminou com o heat 6 da ronda de 64, no qual passaram Maxine Huscenot e Patrick Langdon Dark, e ficaram para trás Thomas Ledee e Halley Batista. Nesta ronda, faltam entrar os portugueses Joaquim Chaves (heat 7), Vasco Ribeiro, Diogo Viegas (heat 8), Jácome Correia (heat 9), Eduardo Fernandes (heat 10) e Guilherme Ribeiro (heat 11).

Consulta os heats aqui.

 

Dean Vandewalle. Foto Masurel / WSL

Guilherme Ribeiro no final do seu heat

Itens relacionados

Scroll To Top