Os tubos intermináveis de Gabriel Medina em Desert Point WSL / Dunbar terça-feira, 07 junho 2022 07:46

Os tubos intermináveis de Gabriel Medina em Desert Point

Sessão marcada por bom surf mas também por polémica. 

 

 

Gabriel Medina voltou à competição em G-Land e voltou a abrir, tendo avançado até às meias-finais, onde foi eliminado por Jack Robinson, que mais tarde venceria o evento. Pelo caminho, Medina teve tempo de mostrar que estava em forma, e exemplo disso foi a sua prestação excelente no heat dos quartos-de-final, onde eliminou Jadson André.

O atleta ainda está em penúltimo lugar no ranking e tem muito caminho a percorrer para chegar ao topo como, imagina-se, deve ambicionar. Mas não é tarefa impossível para Medina, e o seu surf fala por si - veja-se, por exemplo, esta surfada em Desert Point, Indonésia, no passado mês de Maio.

 

 

 

Tensão e polémica entre Medina e locais

 

Medina voltou à acção, e a polémica seguiu. Segundo reporta a BeachGrit, a equipa do surfista tentou impedir todos os fotógrafos e videógrafos locais de filmá-lo ou fotografá-lo, afirmando que as imagens da sessão seriam exclusivas para um filme futuro. 

A equipa de Medina alegadamente disse aos locais que deveriam pedir permissão à Rip Curl, ao que um local respondeu que não pediria permissão para filmar alguém nas ondas às quais se referiu como suas, e que essa era a forma de sustentar a sua família. 

A BeachGrit partilha também uma mensagem enviada por um dos locais:

"Então o Medina ou quem quer que seja não quer apoiar a comunidade local? Isso é muito errado. Vocês prós fazem muito dinheiro a vir para a minha casa. Digo-te a ti e aos teus amigos videógrafos que não vão continuar a fazer dinheiro às nossas custas. Estamos prontos para defender a nossa casa. E diz ao Medina e à sua equipa que podem esquecer ajuda para transportes até aqui". 

Gabriel Medina tears hell out of Desert Point, May, 2022Gabriel Medina tears hell out of Desert Point, May, 2022 Beachgrit
Scroll To Top