Imagem aérea da magnifica onda Mexicana Imagem aérea da magnifica onda Mexicana Save The Waves quinta-feira, 27 outubro 2022 08:34

Onda icónica de Salina da Cruz no México está em Perigo

Punta Conejo, um pico de surf de renome mundial situado na costa do sul de Oaxaca...

 

A Save The Waves tem vindo a fazer desde há três anos a esta parte uma campanha para proteger Punta Conejo, um pico de surf de renome mundial situado na costa do sul de Oaxaca, ameaçado pela construção de um novo projeto portuário industrial.

 

Este domingo, 23 de outubro, a presença de petróleo e hidrocarbonetos foi descoberta em diferentes praias próximas ao Porto de Salina Cruz, Oaxaca. O derramamento de óleo atingiu Playa Brasil, Playa Azul e Playa Guelaguichi, afetando a fauna, o turismo e as atividades pesqueiras da região.
“Confirmamos relatos de que o petróleo atingiu Playa La Bamba, a 25 km SW da fonte do derramamento. Aves cobertas de óleo foram encontradas nas Bahías de Huatulco e Morro Ayuta, a 105 Km e 68 Km da fonte do derramamento. O volume exato de petróleo derramado e a área impactada permanecem desconhecidos.”
-Gino Passalacqua, Oceanógrafo e Conselheiro Científico da Save The Waves.

 

Em 2019, a Save The Waves lançou a campanha #SalvemosPuntaConejo com os seus parceiros locais para proteger este point break icónico de um projeto portuário industrial.A Save The Waves tem trabalhado diligentemente com nossos amigos no terreno para defender a conservação desta costa intocada e o mágico point break no centro de tudo.

A notícia do derramamento de óleo é devastadora. Tais catástrofes destacam a importância de proteger este ecossistema de surf e como projetos industriais de grande escala podem impactar negativamente a região

 



O Governo Federal Mexicano anunciou o “Plano de Desenvolvimento do Istmo de Tehuantepec”, que inclui o desenvolvimento de um novo porto industrial em Salina Cruz, Oaxaca.



Em dezembro de 2018, o Governo Federal anunciou o Plano de Desenvolvimento do Istmo de Tehuantepec, que inclui a construção do uma estrutura multiuso e o novo projeto do porto industrial em Salina Cruz, Oaxaca. Em geral, reconhece-se a importância de uma nova área portuária para o México, mas pede-se ao Governo Federal que não autorize a construção do novo porto industrial nesta área e explore outras alternativas que causem menos danos ao ecossistema e às economias que depender disso.


O desenvolvimento do novo porto industrial na área proposta porá fim a importantes ecossistemas como a praia do Brasil, a praia Azul, a lagoa Salinas del Marqués e a zona de surf conhecida como Punta Conejo.

 

 

 


Embora o presidente do México tenha explicado em várias ocasiões que este e outros projetos serão realizados respeitando à história, cultura, tradições das comunidades e meio ambiente, o projeto nessa área envolve dragagem e destruição de zonas costeiras com impacto direto na flora e fauna da área, na zona do surf break e na economia da comunidade local.

Salinas del Marqués, Playa Azul e Playa Brasil e seus arredores não são apenas o habitat de espécies ameaçadas de extinção, como a tartaruga-de-couro e a tartaruga-oliva, são também a principal fonte económica para os pescadores locais (pesca de camarão com técnicas tradicionais e extração de sal ). Com a construção do novo porto, esta zona húmida seria destruída.


Da mesma forma, Punta Conejo é uma área de surf reconhecida internacionalmente. É uma zona com elevado valor geológico e cultural para o ecoturismo e surf, e o desenvolvimento do novo porto terá um impacto direto na zona de surf.

 


Por meio desta petição, pede-se ao Governo Federal que não aprove a construção do novo porto industrial nesta área e explore outras alternativas que não causem impacto ao ecossistema e às economias que dele dependem.

 

 

Caso estejas de acordo com a protecção do Pico de Surf Assina a Petição aqui.

Itens relacionados

Scroll To Top