ActivoBank

Itens relacionados

quarta, 06 agosto 2014 09:13

JEREMY FLORES. “HÁ MUITA GENTE QUE PENSA QUE NÃO GOSTO DOS JUÍZES MAS ESTÃO ENGANADOS”

O francês foi multado e suspenso por ter ofendido os juízes, após o heat contra Sebastian Zietz em J-Bay

 

“O tour mudou muito desde que entrei e está melhor. Os webcasts são espectaculares, qualquer pessoa tem acesso em qualquer lugar, e os surfistas são muito bem tratados com a nova ASP. Está tudo a correr de vento em popa e para melhor”, considerou Jeremy Flores, em entrevista à "Surfing Life".

 

Apanhado por estes dias na Califórnia, em Newport Beach, o atleta francês nem colocou os pés no Vans Us Open of Surfing. Porquê? Apenas não teve tempo. Jeremy confessou que neste momento está aprender a lidar com uma nova situação: advogados, suspensão, ASP. Nunca lhe passou pela cabeça passar por tudo isto. “Há muita gente que pensa que não gosto dos juízes, mas estão enganados. Talvez fosse bom haver mais juízes para termos diferentes pontos de vista no que toca às pontuações…há muitos estilos de surf…talvez juízes de países diferentes, mas não é um trabalho fácil e sei que fazem o seu melhor. Tenho muito respeito por eles.”

 

Sobre os comentários que correm na internet, o atleta de 26 anos não está preocupado, confessando que o que o deixa mais alerta são os media. “Os artigos que têm sido escritos não são os mais correctos ou são prejudiciais. Encontro pessoas que me adoram e que me odeiam, mas toda a gente continua a dizer-me que não há problema desde que continuem a falar sobre mim”, afirmou.

 

“Isto é bom para me fazer acordar e surfar cada vez melhor para me requalificar, e vou treinar cada vez mais e focar-me para regressar com tudo”, acrescentou. Questionado sobre o que estaria a fazer se não estivesse no circuito mundial, Jeremy garantiu que continuaria a surfar, mas ondas grandes. “É preciso estar totalmente comprometido, o que não consigo neste momento porque estou sempre a viajar e muito focado no World Tour. Mas gostava de me colocar à prova e ver o que sou capaz de fazer”, concluiu.

 

Flores está agora a aquecer os motores, mas não para a próxima etapa (Billabong Pro Taiti), pois o castigo mantém-se. Contudo, estará no local da prova para treinar e tirar umas fotografias para a Quiksilver, marca que o patrocina. “Vou experimentar umas pranchas e surfar um bocado…”, concluiu.

 

O atleta volta às competições no Hurley Pro, em Trestles, na Califórnia, de 9 a 20 de Setembro. 

 

BS

Perfil em destaque

Scroll To Top