A terapia do surf com Adriano de Souza nas ondas gaulesas. A terapia do surf com Adriano de Souza nas ondas gaulesas. Foto: WSL

Itens relacionados

terça, 17 novembro 2015 18:01

O SURF COMO REMÉDIO

A prática do surf está a ser aconselhada por médicos no sudoeste francês e os resultados são palpáveis…

 

 

De acordo com o The Telegraph, alguns médicos franceses da zona de Biarritz estão a prescrever lições de surf e stand up paddle aos seus doentes. A popularidade do surf em França e especificamente na costa sudoeste é enorme, por isso, não será de estranhar que cerca de duas dezenas de médicos tenham visto no surf a cura para alguns dos males dos seus doentes.

 

O remédio, em forma de um curso de 12 semanas em surf ou stand up paddle, entre outras atividades à escolha como a natação e as caminhadas ao ar livre, faz parte de um programa piloto iniciado pelo Comité Olímpico francês e dirige-se, acima de tudo, a doentes cardíacos, com depressões ou problemas de obesidade.

 

A história é verídica e, segundo a fonte, em alguns casos as sessões de surf estão mesmo a substituir a medicação por inteiro. Melhor ainda é que existem já relatos de casos de puro sucesso com doentes a melhoraram substancialmente a sua condição física (e psíquica) depois de terem iniciado a “terapia do surf”.

 

Cursos de surf como remédio para resolver um problema de saúde faz parte, obviamente, de uma mudança cultural que se exige na sociedade atual. Uma sociedade onde a prática saudável de desportos, em ambientes agradáveis e de cariz motivador, só pode trazer benefícios em termos de saúde e na qualidade de vida. 

 

Aparentemente, a famosa frase “Only a Surfer Knows the Feeling”, criada pelos pioneiros do desporto, agora já não é exclusiva dos surfistas e aplica-se também a um grupo mais vasto de pessoas. Sem problema, desde que seja em prol de uma boa causa está tudo bem. 

Perfil em destaque

Scroll To Top