Francisco Alves é um dos surfistas que não falhou a chamada para o arranque da Liga. Francisco Alves é um dos surfistas que não falhou a chamada para o arranque da Liga. Foto: ANSurfistas/Pedro Mestre

Itens relacionados

quinta, 12 abril 2018 15:45

Recorde de inscritos na 1.ª etapa da Liga MEO Surf

Allianz Ericeira Pro tem lugar de sexta-feira a domingo… 

 

Está tudo a postos para o início do Allianz Ericeira Pro, a etapa que marca o arranque da Liga MEO Surf 2018, principal competição nacional de surf, onde se disputam os títulos de campeões nacionais. O início está assim marcado para as 9h30 desta sexta-feira, em Ribeira d’Ilhas, que conta com um número recorde de mais de 100 inscritos, superando anteriores edições no atual formato competitivo. 

 

“Temos uma tempestade a entrar hoje, quinta-feira, com uma ondulação grande e vento forte norte/noroeste, que vai ter o pico de intensidade na sexta-feira de manhã. Vamos tentar gerir a prova da melhor forma, uma vez que temos muitos inscritos, concentrado esforços em Ribeira d’Ilhas, mas atentos a eventuais praias alternativas”, começa por dizer Pedro Monteiro, diretor de prova da Liga MEO Surf 2018. No entanto, a confiança é muita para os dias seguintes. “Depois temos um sábado e domingo impecáveis, com vento sul de baixa intensidade e com a ondulação a perder força progressivamente. São condições que nos dão confiança e garantia para dois dias de muito boas ondas”, frisa. 

 

O quadro de competição já é conhecido, com os campeões nacionais em título, Vasco Ribeiro e Carol Henrique, assim como Tiago Pires, que venceu etapa em 2017, juntamente com Carol, a já saberem quem irão enfrentar na ronda inaugural do Allianz Ericeira Pro. Adicionalmente, destaque-se a presença em competição de um vasto grupo de surfistas com menos de 18 anos, concretizando assim a linha competitiva a apostar no futuro no surf nacional. Já é então possível fazer os ajustes finais das equipas no Rip Curl Fantasy Surfer (fantasy.ansurfistas.com) com um fato E-Bomb 3.2 para o vencedor e um chapéu da Polen Surfboards para o segundo lugar.

 

Destaques do quadro de competição masculino (round 1):

 

Bateria 4: Tiago Pires x Kiron Jabour x Tomás Ribeiro x apurado dos trials

Bateria 5: Guilherme Fonseca x Paulo Almeida x Nic von Rupp x apurado dos trials

Bateria 16: Miguel Blanco x Salvador Couto x Guilherme Ribeiro x apurado dos trials

Quadro de competição masculino - Clique aqui

 

Destaques do quadro de competição feminino (round 1):

 

Bateria 1: Mafalda Lopes x Teresa Bonvalot x Beatriz Santos x apurada dos trials

Bateria 2: Carol Henrique x Mariana Brandão x Mariana Assis x apurada dos trials

Bateria 3: Camilla Kemp x Camila Costa x Kika Veselko x apurada dos trials

Quadro de competição feminino - Clique aqui

 

 

Carol Henrique, campeã nacional em título e campeã da etapa em 2017, salienta que “Esta é uma etapa que me traz boas recordações, pois já ali fiz boas prestações. Dessa forma, estou ansiosa por começar a competir na Liga MEO Surf. Esta é a primeira etapa em que vou lutar pelo objetivo de revalidar o título nacional. O meu objetivo passa por melhorar a cada evento, tentar vencer as etapas e reconquistar o título”.

 

Por sua vez, Tiago Pires, vencedor da categoria masculina o ano passado, deixou saber que “Estou sempre muito motivado para competir em Ribeira d’Ilhas. Apesar de este ano ter andado um pouco fora do eixo do surf, a Liga MEO Surf continua a ser um circuito que me motiva bastante e obriga a manter a forma física e técnica. A etapa de Ribeira d’Ilhas é aquela etapa em que tenho a maior taxa de sucesso. Adoro surfar a onda e vou fazer o início de ano de 2018 lá. Confesso que não estou na melhor forma, mas penso que a experiência acaba por contar muito em campeonatos de surf e vou tentar aproveitar o decorrer do campeonato para trabalhar a forma física e conseguir um bom resultado. Uma vitória seria bom!”

 

Ao nível do sub-troféu para os mais novos, uma iniciativa da FPS e da ANS, o Moche Groms Cup tem aqui sua primeira edição deste ano, composta pelos jovens surfistas Guilherme Ribeiro, José Bruschy, Carolina Santos, Afonso Antunes, José Ribeiro, Gabriel Ribeiro, Martim Carrasco, Afonso Candeias, João Vidal, Joaquim Chaves, Francisca Veselko e Vasco Cordeiro.

 

Uma nota especial para os wildcards desta etapa que, a convite do Ericeira Surf Clube, aceitaram o desafio de competir em Ribeira D’Ilhas. O Allianz Ericeira Pro conta assim com a presença de Pedro Rua e Maria Sarmento.

 

A agenda para os três dias de Allianz Ericeira Pro é a seguinte:

 

1º dia – Sexta-feira, 13 de abril

09h30 – Call primeiro dia de competição

09h30 – Fundação PT: início de limpezas de praia com Plastic Sun Days, Skeleton Sea e 200 alunos de escolas da Ericeira

14h00 – Wave by Wave: iniciativa de intervenção terapêutica através do surf

18h00 – Canon: sessão teórica workshop de fotografia por Ricardo Bravo

18h30 – Kike Surf Coach: sessão teórica de workshop de treinadores

 

2º dia – Sábado, 14 de abril

07h00 – Call segundo dia de competição (por confirmar)

07h30 – Kike Surf Coach: início de sessão prática de workshop de treinadores

09h00 – Canon: início de sessões práticas do workshop de fotografia por Ricardo Bravo

10h00 – Início de limpezas de praia com Plastic Sun Days destinada a voluntários

14h00 – Polen: shapers talk sobre pranchas de surf com Almir Salazar e Bernardo Sodré

16h00 – Moche: meias finais do Moche Groms Cup (por confirmar)

18h00 – Renault: Expression Session (por confirmar)

 

3º dia – Domingo, 15 de abril

07h00 – Call terceiro dia de competição (por confirmar)

07h30 – Kike Surf Coach: início de sessão prática de workshop de treinadores 

09h00 – Canon: início de sessões práticas do workshop de fotografia por Ricardo Bravo

14h00 – Final Moche Groms Cup (por confirmar)

14h30 – Finais do Allianz Ericeira Pro (por confirmar)

15h30 – Cerimónia de Entrega de Prémios do Allianz Ericeira Pro (por confirmar)

 

O leque completo de sub-troféus em disputa inclui a disputa pela melhor manobra na Renault Expression Session, pela melhor onda na Somersby Onda do Outro Mundo e o já referido Moche Groms Cup (cada um com 2.500€/anuais). Para além destes, acresce que esta etapa marca o início da disputa do Allianz Triple Crown (com 6.000€ anuais) e ainda, a nível local, o prémio da Câmara Municipal de Mafra para os melhores locais em prova (com premiação de 1.500€). A premiação global da Liga MEO Surf 2018 é de 90.000€.

 

Todas as etapas da Liga MEO Surf têm transmissão em direto em www.ligameosurf.pt

Perfil em destaque

Scroll To Top