Tomás Fernandes em pura sintonia com as pequenas ondas do Guincho Tomás Fernandes em pura sintonia com as pequenas ondas do Guincho Pedro Mestre

Itens relacionados

sexta, 05 outubro 2018 17:09

JÁ SÓ RESTAM 4 SURFISTAS NA LUTA PELO TÍTULO NACIONAL DE SURF 2018

Começaram sete, mas já só restam quatro surfistas na luta pelo título nacional masculino de surf.

O segundo dia do Bom Petisco Cascais Pro, a quinta e última etapa da Liga MEO Surf, foi pródigo em emoções fortes e acabou por ditar o fim do sonho para três dos sete competidores que iniciaram esta prova ainda com possibilidades matemáticas de chegar ao título.

A praia do Guincho assistiu a um longo dia de competição e à medida que as horas foram avançando os candidatos foram caindo. O primeiro de todos foi Marlon Lipke, eliminado logo na 2.ª ronda. Já na 3.ª ronda foi a vez de João Kopke e Filipe Jervis dizerem adeus à possibilidade de serem campeões nacionais.

Restam, agora, Vasco Ribeiro, Miguel Blanco, Pedro Henrique e Tomás Fernandes nesta luta, eles que passaram todos aos quartos-de-final man-on-man. Vasco Ribeiro, que é campeão nacional em título, segue na frente desta luta, ainda que de forma provisória. No entanto, tal como Vasco, também Miguel Blanco e Pedro Henrique apenas dependem de si próprios para serem campeões. Já Tomás Fernandes está dependente do resultado de terceiros.

Cenário e requisitos para o título:

Vasco Ribeiro é campeão se:
- Vencer;
- For 2.º na etapa, desde que Miguel Blanco não vença a etapa;
- For 3.º na etapa, desde que Miguel Blanco não seja 2.º ou melhor e que Pedro Henrique e Tomás Fernandes não vençam a etapa;
- For 5.º na etapa, desde que Miguel Blanco não seja 3.º ou melhor, que Pedro Henrique não seja 2.º ou melhor e que Tomás Fernandes não vença a etapa;

Miguel Blanco é campeão se:
- Vencer;
- Ficar em 2.º na etapa, desde que Vasco Ribeiro e Pedro Henrique não vençam a etapa;
- Ficar em 3.º na etapa, desde que Vasco Ribeiro não seja melhor que 5.º, Pedro Henrique não seja 2.º ou melhor e que Tomás Fernandes não vença a etapa;

Pedro Henrique é campeão se:
- Vencer;
- Ficar em 2.º na etapa; desde que Vasco Ribeiro não seja 3.º ou melhor e que Miguel Blanco e Tomás Fernandes não vençam a etapa.

Tomás Fernandes é campeão se:
- Vencer e Vasco Ribeiro não for 2.º na etapa.

Quartos-de-final masculinos:
Heat 1: Tomás Fernandes x Kiron Jabour
Heat 2: Miguel Blanco x Gony Zubizarreta
Heat 3: Pedro Henrique x Dylan Groen
Heat 4: Guilherme Fonseca x Vasco Ribeiro

A 3.ª ronda da etapa cascalense também acabou por ditar ainda o desfecho das contas do ranking da Liga MEO Surf 2018, com o espanhol Gony Zubizarreta a assegurar o triunfo. Gony é, assim, o novo campeão da Liga MEO Surf, mas não entra nas contas do título nacional – nem do wildcard para o MEO Rip Curl Pro Portugal – por se tratar de um surfista estrangeiro.



Esta sexta-feira a prova feminina também esteve na água e por duas vezes. Camilla Kemp, que já conquistou o título nacional de 2018 de forma antecipada, foi uma das quatro surfistas a conseguir vaga nas meias-finais deste Bom Petisco Cascais Pro. A ela juntam-se Teresa Bonvalot, Yolanda Sequeira e Carol Henrique.

Meias finais-femininas:
Heat 1: Yolanda Sequeira x Camilla Kemp
Heat 2: Carol Henrique x Teresa Bonvalot

Neste segundo dia do Bom Petisco Cascais Pro realizaram-se ainda as meias-finais da Moche Groms Cup, onde Afonso Antunes, Joaquim Chaves, Gabriel Ribeiro, Guilherme Ribeiro, Afonso Candeias e Santiago Graça garantiram a qualificação para a final que se disputa amanhã. Também a Renault Expression Session foi para a água, com o triunfo a sorrir a João Pereira.

A ação contou ainda com um heat especial entre surfistas e desportistas olímpicos. Participaram nesta “Sports Battle” Simão Morgado (Natação), Francisco Andrade (Vela) e João Pina (Judo), além dos surfistas Camilla Kemp, Ruben Gonzalez e Pedro Boonman. A dupla vencedora acabou por ser a composta por Francisco Andrade e pelo tetracampeão nacional Ruben Gonzalez.



Após uma sexta-feira de verão no Guincho, em que as ondas melhoraram um pouco em relação à véspera, é expectável que a ação vá animar ainda mais este sábado, no dia final do Cascais Bom Petisco Pro. O call está marcado para as 07h30 e em jogo, além do título nacional masculino e do wildcard para a etapa portuguesa do circuito mundial de surf, estará ainda em jogo o triunfo nesta última etapa da Liga, tanto na prova masculina como feminina.

Agenda:
3º dia – Sábado, 6 de Outubro
07h30 – Call terceiro dia de competição
09h00 – Canon: início de sessões práticas do workshop de fotografia por Ricardo Bravo
10h00 – Polen: test drive de pranchas de surf
12h00 – Finais do Bom Petisco Cascais Pro e de decisão do título de campeão nacional
13h00 – Moche: Final Moche Groms Cup
14h00 – Cerimónia de Entrega de Prémios do Bom Petisco Cascais Pro
19h00 – Portugal Surf Awards (acesso reservado)

O leque completo de sub-troféus inclui ainda a melhor onda na Somersby Onda do Outro Mundo e, a nível local, o prémio da Câmara Municipal de Mafra para os melhores locais em prova (com premiação de 1.500€). A premiação global da Liga MEO Surf 2018 é de 90.000€.

Perfil em destaque

Scroll To Top