Zé Ferreira em interação com um grupo de trabalho. Zé Ferreira em interação com um grupo de trabalho. Foto: Wave by Wave

Itens relacionados

segunda, 12 novembro 2018 09:25

Zé Ferreira leva projeto “Wave by Wave” às ondas do Norte

Jovens em risco vão ter aulas de surf e contactar com mar em Gaia no próximo verão… 

 

José Ferreira, antigo surfista da Liga nacional de surf, é um dos principais rostos do projeto Wave by Wave que tem vindo a influenciar as vidas de muitos jovens desde há dois anos a esta parte. O Wave by Wave é uma espécie de colocar o surf ao serviço da terapia para crianças e jovens em risco. Em pouco tempo o projeto já deixou a sua marca e o conhecido surfista da Linha, em conjunto com outros responsáveis, deseja ir mais além. 

 

Por esse motivo, o Wave by Wave avança agora para o norte do país. Crianças e jovens em risco do concelho de Vila Nova de Gaia vão ter a partir do verão do próximo ano aulas de surf, graças a este projeto que tem como objetivo estimular a confiança dos participantes.

 

O projeto, que é apoiado pela Fundação Gulbenkian, chega a Gaia através da comunidade escolar de Canidelo e Vilar de Andorinho. A estimativa dos responsáveis é alcançar na primeira fase cerca de 240 crianças e jovens, que serão identificados com a ajuda dos agrupamentos escolares e da Câmara de Vila Nova de Gaia, que apoia o projeto através da empresa Águas de Gaia.

 

Como tem vindo a acontecer desde o início, o objetivo é usar o surf e o mar em processos de reabilitação psicológica em crianças e jovens vítimas de situações traumáticas. A base do projeto assenta em algo muito simples, porém muito desafiante: retirar os intervenientes da sua zona de conforto inserindo-os num meio natural e aquático, associado a uma situação de ‘risco controlado’. 

 

Os benefícios desta atividade são vastos, mas passam essencialmente pela ligação dos participantes com a natureza quando estão no mar, desenvolvendo os seus níveis de confiança, a inclusão e fomentando as relações com o próximo.

 

Além disso, através do surf, garante-se também uma importante experiência sensorial positiva que auxilia nas aprendizagens e promove a resiliência. O mar tem muito efeito nas pessoas e pode ser terapêutico. 

 

As crianças e jovens identificadas em Gaia serão divididas em três grupos de intervenção, sendo que um deles, o considerado "mais desafiante", terá ações na praia e campos semanais. O segundo grupo terá acesso a campos de férias em datas específicas e toda a comunidade educativa será desafiada a ter maior contacto com o mar.

 

Boa cena. Obrigado Zé pelo fantástico trabalho que tem vindo a fazer toda a diferença. 

 

Perfil em destaque

Scroll To Top