ActivoBank
O cetáceo de barbatana caudal cortada. O cetáceo de barbatana caudal cortada. Foto: Catarina Gaia

Itens relacionados

quinta, 24 janeiro 2019 11:10

A bestialidade humana no seu esplendor

Algo que muito nos entristece... 

 

Não é o primeiro caso deste inverno, mas ontem Catarina Gaia partilhou imagens de um golfinho que encontrou morto na praia de Santa Rita, perto de Santa Cruz, Torres Vedras. 

 

Aparentemente, o animal, um golfinho-comum fêmea com cerca de 1,80m de comprimento, segundo o que é mencionado, não apresentava sinais de doença, mas tinha marcas de redes nas barbatanas dorsais e peitorais. 

 

No entanto, o que revolta e não se percebe é a amputação da barbatana caudal. Quem faz isto? Isto é pura maldade. 

 

Tudo leva a crer que este golfinho terá ficado preso em redes de pesca e os pescadores, para facilitarem e acelerarem o processo, optaram simplesmente por cortar a cauda deste magnífico animal. 

 

“Nadou até terra, creio que morreu ali, pelo menos tudo indica que sim”, refere a autora das imagens numa resposta dadas no Facebook.

 

A bestialidade humana no seu esplendor, algo que em muito nos entristece… 

 

Perfil em destaque

Scroll To Top