Miguel Blanco a rasgar forte. Click por Jorge Matreno/ANSurfistas Miguel Blanco a rasgar forte. Click por Jorge Matreno/ANSurfistas

Itens relacionados

sexta, 01 março 2019 19:54

1º dia do Allianz Ericeira Pro contou com ondas de qualidade e pontuações altas

A competir pela primeira vez na Liga MEO Surf desde 2016, depois de uma passagem de dois anos pela elite do circuito mundial de surf, Frederico Morais regressou...

...esta sexta-feira, com tudo ao principal circuito de surf nacional.Kikas esteve em grande forma no dia inaugural do Allianz Ericeira Pro e aproveitou as boas ondas proporcionadas por Ribeira d’Ilhas para destacar-se da concorrência na luta pelo título nacional de 2019 e, consequentemente, pela Licra Santander, que pertencerá em todas as etapas ao líder do ranking Santander.

Apesar de ter competido com uma proteção no tornozelo, que o protege de uma lesão sofrida no final da última temporada, Frederico sentiu-se bem fisicamente e isso notou-se no seu surf, tendo, inclusivamente, superado Vasco Ribeiro, outro dos candidatos ao título, logo na 2.ª ronda - ambos seguiram em frente para a 3.ª ronda.

“Senti-me bem. O mar cresceu, as condições estão ótimas. Isso acaba por fazer com que seja mais fácil surfar melhor e ter notas altas. Eu e o Vasco somos ótimos amigos e a rivalidade é super saudável, por isso foi bom para ambos”, comentou o surfista de Cascais, após o final do heat em que conseguiu a melhor nota do dia (9,00 pontos) e também o melhor score (16,00).

*Frederico regressou à Liga Meo após dois anos de ausência.

Entre os outros surfistas que estiveram em bom plano neste dia inaugural destaque para o campeão nacional em título. Miguel Blanco vestiu a Licra Santander e deu-se bem neste início de defesa do título, avançando a bom ritmo para a 3.ª ronda. João Kopke, Francisco Almeida, Marlon Lipke, Guilherme Fonseca, Filipe Jervis e Pedro Henrique foram os outros surfistas a terminar o dia com dois triunfos.

Já na prova feminina um dos grandes destaques do dia foi o regresso de Carina Duarte à competição. Após um ano “sabático”, a campeã nacional de 2008 e 2013 e surfista local da Ericeira mostrou-se em grande forma no arranque deste Allianz Ericeira Pro. Carina não só venceu o heat 4 com um score de 10,50, como ainda ajudou a eliminar de forma surpreendente a campeã nacional de 2016 e 2017, Carol Henrique.

Outra das surpresas do dia foi o triunfo da jovem Gabriela Dinis no heat inaugural da 1.ª ronda, deixando Teresa Bonvalot no 2.º posto. Ambas seguiram em frente, mas Gabriela Dinis, de apenas 14 anos, conseguiu terminar com a melhor onda do dia (7,25 pontos) e também o melhor score (10,65). A campeã nacional em título, Camilla Kemp, e Concha Balsemão foram as outras vencedoras do dia.

Para sábado é expectável que o mar suba consideravelmente e a organização irá fazer um primeiro call às 9 horas, em Ribeira d’Ilhas, para retomar a competição.

Agenda para sábado, 2 de Março:
09h00 – Call segundo dia de competição
10h00 – Fundação Alice: limpezas de praia (Praia de Ribeira D’Ilhas)
12h00 – Jerónimo Martins: desafio de proteção dos oceanos
17h00 – Sumatra Surf Trip: Festa dos 10 Anos (Boardriders Ericeira)

Além de ser a primeira etapa da Liga MEO Surf 2019, o Allianz Ericeira Pro marca, igualmente, o arranque da Allianz Triple Crown, com um prémio anual de 6.000 Euros, da luta pela melhor manobra na Renault Expression Session e pela Somersby Onda do Outro mundo (ambos com 2.500€ anuais), do Santander Award (com 1.500€ anuais), e ainda a designação dos melhores surfistas locais (masculino e feminino) com uma premiação de 1.500€ por via da Câmara Municipal de Mafra. A premiação global da Liga MEO Surf 2019 é de 100.000€.

Carina Duarte em ação

  • Créditos fotos: Jorge Matreno/ANSurfistas

Perfil em destaque

  • TIAGO GUERRA - 9 ANOS - LISBOA TIAGO GUERRA - 9 ANOS - LISBOA

    O perfil desta semana chega-nos de Lisboa e, embora a sua idade ainda se conte pelos dedos das mãos, o titulo de campeão já faz parte do seu currículo...

Scroll To Top