Italo Ferreira Foto: WSL / Masurel Italo Ferreira Foto: WSL / Masurel
sexta-feira, 17 julho 2020 15:40

"Vamos replicar o que temos vindo a fazer em outubro" F. Spinola sobre o CT em Peniche em Fevereiro 2021

Com o novo calendário divulgado pela WSL para o Tour 2021 ....

 

 

.... Peniche foi escolhida para receber a segunda Etapa do Tour de elite Masculino e Feminino da World Surf League 2021  entre os dias 18 a 28 de fevereiro de 2021. O Meo Pro Portugal perde o naming sponsor da Rip Curl e será a 2ª Etapa do Tour após o inicio da temporada nas ondas Havaianas.

 

Francisco Spinola, General Manager da World Surf League, Luis Araújo Presidente do Turismo de Portugal e o atleta Português de elite Frederico Morais comentam sobre esta decisão que com certeza ficará para a história como uma etapa do CT com excelentes ondas.

 

 

 

 

"Portugal, será o epicentro do surf mundial

desta vez em Fevereiro..."

 

 

 

Francisco Spínola - arquivo pessoal

Francisco Spinola, General Manager da WSL para a Europa, Àfrica e Médio Oriente.

 

 

 

“Para Portugal temos a garantia que, em Fevereiro, a probabilidade de existirem ondas excecionais na costa portuguesa, aumenta significativamente. De Sagres a Viana do Castelo temos ondulações espetaculares nessa altura. Por outro lado, para o Turismo de Portugal, nosso principal parceiro, um novo período de foco, com milhares de visitantes in loco mas com uma amplificação digital muito significativa, é estratégico. Portugal, será o epicentro do surf mundial desta vez em Fevereiro. No fundo é replicar o que temos vindo a fazer outubro em Peniche. Se conseguirmos transpor esta visibilidade para fevereiro é mais um impulso significativo no Turismo e na economia no continuo esforço de quebrar a sazonalidade. “Afirma Francisco Spinola, General Manager da WSL para a Europa, Àfrica e Médio Oriente.

 

 

 

 

"O surf é, desde 2012, um dos principais eixos

 

da comunicação de Portugal enquanto destino turístico..."

 

 

 

 

       Luis Araújo , Presidente do Turismo de Portugal. Click por Nuno sampaio

 

 


 
“O surf é, desde 2012, um dos principais eixos da comunicação de Portugal enquanto destino turístico. É indiscutível que Portugal tem vindo a ganhar notoriedade nesta vertente, assumindo-se neste momento como o principal destino de surf da Europa e um dos melhores a nível mundial. Neste ano excecional, marcado por condicionantes inéditas, a possibilidade da realização em Portugal de um evento como o Euro Grand Slam dá-nos confiança na continuidade do nosso país no restrito grupo dos melhores destinos de surf do mundo.   
O lançamento do calendário dos eventos WSL para a época de 2021, no que a Portugal diz respeito, atesta o compromisso e o empenho de todos os parceiros - Turismo de Portugal, entidades regionais e empresas - na consolidação de um produto de qualidade alinhado com uma nova realidade.  Voltar a receber em Portugal provas da WSL é uma mensagem de esperança aos surfistas de todo o mundo que nos visitam e também às empresas nacionais que em boa hora souberam responder às exigências e expetativas de um destino "Clean & Safe". “ – Afirma Luis Araújo , Presidente do Turismo de Portugal.

 

 

 

"Poder ter um evento em casa em setembro

 

num ano que foi dado quase como perdido

 

é sempre um motivo de orgulho..."

 

 

 

 

 

Frederico Morais, único atleta português no circuito mundial, primeiro a garantir vaga Olímpica para Portugal nos Jogos Olimpicos


 
"Fico muito contente com o facto de ainda termos oportunidade de participar em alguns eventos este ano mesmo que em formatos diferentes e sem pontuar. Poder ter um evento em casa em setembro num ano que foi dado quase como perdido é sempre um motivo de orgulho. Estamos em tempos de mudança em todas as áreas, mas estas mudanças na WSL já têm vindo a ser pensadas há um tempo. O objetivo é comum: um calendário que apresente as ondas com melhor qualidade nos diferentes cantos do mundo.  A inserção de um novo evento que determine o campeão mundial pode ser bastante positiva, pois um surfista que apresente resultados sólidos ao longo dos eventos, passa a competir apenas com aqueles que o acompanham nas posições do ranking. “ – afirma Frederico Morais, único atleta português no circuito mundial, primeiro a garantir vaga Olímpica para Portugal nos Jogos Olimpicos.

 


 

Perfil em destaque

Scroll To Top